Dezembro 2020 - Perfeitamente Imperfeito

terça-feira, 22 de dezembro de 2020

segunda-feira, 21 de dezembro de 2020

O Melhor Presente de Natal
dezembro 21, 20201 Comments

Este ano quando me perguntaram o que queria como presente de Natal tive sempre muita dificuldade em responder. Não somos ricos, vivemos do nosso trabalho - como a maioria dos portugueses - não temos "dinheiro de família" ou imóveis arrendadas mas felizmente posso dizer que tenho tudo o que preciso. 

Gratidão

Tenho as pessoas que amo - alguns mais longe do que gostaria, devido às particularidades deste ano -, tenho comida na mesa, um teto sobre a cabeça, água canalizada, luz elétrica, um sofá novo - acreditem, este sacaninha merece destaque -, dois gatos que só querem mimos e duas cadelas completamente doidas.

Divido a roupa com a minha mãe e irmã mais novas portanto, mesmo que uma de nós não tenha, provavelmente alguém terá. 

Além de tudo isso, estou numa fase de destralhar. É impressionante a quantidade de coisas que acumulamos e que, mesmo sem nos apercebermos, nos vai complicando a vida. Será que precisamos mesmo de quatro pijamas polares, por exemplo? E que sentido faz guardar algum que já não usamos desde que estávamos no secundário? 

Sou grata por tudo e realmente não preciso de nada portanto os meus pedidos para presente de Natal foram: sobacha - que o meu irmão me vai oferecer contrariado porque diz que é estúpido oferecer-me chá, uma consulta no oftalmologista e uns óculos novos - corria o ano de 2009 quando fui à minha última consulta e isso é assustador, e livros. 

"After all this time? Always?"

Um deles é um completo capricho. Uma história que conhece de trás para a frente e que continua a apaixonar-me. Pensei que não seria nada de espetacular mas desde que o folheei no Continente que passou para a lista das próximas aquisições.

Falo da nova edição de capa dura de Harry Potter e a Pedra Filosofal. Tem ilustrações, o que já não é novidade depois das edições ilustradas, mas aqui voltámos ao formato de livro "normal" e abandonámos o formato maxi das edições ilustradas. 

No entanto não são as ilustrações que o distinguem - nem faria sentido se assim fosse. É a sua - e não encontro melhor palavra - interatividade. Do que folheie no Continente vi desdobráveis e alguns segredos escondidos que mal posso esperar por explorar assim que tiver o meu exemplar nas mãos. 

Posso estar a ser precipitada, mas parece-me que este será mesmo o melhor presente de Natal. 





Reading Time:

sábado, 19 de dezembro de 2020

O Natal a Chegar...
dezembro 19, 2020 3 Comments

 


... e eu a panicar porque os presentes que encomendei teimam em não chegar!

Reading Time:

quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Os Melhores Filmes De Natal
dezembro 17, 20201 Comments

Adoro filmes de Natal! Pronto, confessei! Adoro a pirosada, o romance e os finais felizes que normalmente lhes estão associados. Sim, porque se quiser ver desgraça vejo o telejornal.

Em honra do espírito natalício, vou facilitar-vos a vida e partilhar convosco alguns dos melhores filmes de Natal - pelo menos para mim - para que possam desanuviar e aproveitar esta época para descontrair com alguns filmes em família.

Um Natal na Califórnia [2020]

Estreou este mês, no Netflix, e tornou-se um dos meus favoritos. Joseph van Aston, empresário, é desafiado pelo dono da empresa Van Aston, que por acaso é sua mãe, a concluir uma aquisição de um rancho na Califórnia. 

Joseph planeia concretizar o negócio e impressionar a sua mãe, mas tudo muda quando chega ao rancho. A irmã mais nova de Callie, a proprietário, pensa que Joseph é o jovem que contrataram para ajudar no rancho e, depois de conhecer Callie, Joseph não as corrige. 

Joseph começa a trabalhar no rancho como forma de se aproximar da proprietária e conseguir fechar o negócio mas, quanto mais se conhecem, mais Joseph se aproxima de Callie e os seus objetivos mudam completamente. 

É um romance de Natal com sol, terras áridas, botas de cowboy e cancro mas é a sua singularidade que nos conquista. Um filme leve e divertido para ver em família. E mais um original Netflix que vai para a lista dos meus favoritos.

Amor Com Hora Marcada [2020]

Este orginal Netflix estreou no terceiro trimestre deste ano e foi com ele que inaugurei a minha época de filmes natalícias de 2020. 

Sloane é uma jovem que acredita, e bem, que não precisa de um relacionamento para se afirmar mas que está farta de ser tratada como uma velha encalhada pela sua própria família. Jackson é um jovem divertido que foge do compromisso como o diabo da cruz que está mais que saturada de mulheres que, ao primeiro ou segundo encontro começam a planear casamentos e a escolher roupa para bebés. 

O encontro é aleatório mas não poderia funcionar melhor para estes dois jovens pragmáticos. Como nenhum deles está interessado em manter uma relação séria combinam estar juntos apenas nos feriados e festividades para não ouvirem a família nem estarem sujeitos a encontros com estranhos loucos. 

É sem dúvida o filme mais divertido desta lista e garanto-vos que vos esperam umas belas gargalhadas. 

Natal em África [2019]

Depois de o filho ir para a faculdade, Kate organiza uma segunda lua de mel para reavivar a chama do seu casamento. No entanto o marido tem outros planos e decide terminar o casamento. 

Por mais devastada que esteja, Kate decide viajar na mesma, sozinha, para África. Durante um safari Kate conhece Derek, e ajuda-o a salvar um elefante bebé, ficando depois a trabalhar no santuário de elefantes. 

É um romance leve e divertido que conquista pelo cenário improvável e pelos animais selvagens. 

Missão Presente de Natal


Juro que esta publicação não é patrocinada pela Netflix, mas Missão Presente de Natal é mais um original da Netflix que me conquistou. 

De um lado, Érica, uma jovem ambiciosa que trabalha para uma deputada em Washington. Do outro, Andrew, um capitão do exército norte-americano, que nos horas vagas coordena a missão humanitária Presente de Natal. Esta missão tem como objetivo levar mantimentos a algumas das ilhas mais remotas do Pacífico.´

Duas pessoas totalmente diferentes que tinham tudo para dar errado - e dão, até certo ponto - mas que conseguem evoluir e aprender com as particularidades de cada um. 

E, já agora, reconhecem a carinha laroca de Andrew de algum lado? Pois... eu passei o filme inteiro com comichões! Aquela cara não me era estranha mas não conseguia identificar onde o tinha visto. Em minha defesa, quem é que está à espera de encontrar um viking em um filme de Natal?

Já viram algum destes filmes? Qual o vosso favorito?
E qual aquele filme de Natal que não posso mesmo perder?

Reading Time:

@way2themes