Julho 2020 - Perfeitamente Imperfeito

segunda-feira, 27 de julho de 2020

Tudo o Que Queria...
julho 27, 2020 7 Comments

... era que a merd@ da internet se aguentasse mais que cinco minutos seguidos!

Quem nunca planeou um serão de trabalho produtivo e foi sabotado pelo wi-fi que levante a mão.
Reading Time:

sexta-feira, 24 de julho de 2020

O Melhor das Sextas-Feiras
julho 24, 2020 5 Comments

Regressar a casa. Abraçar os meus. Sentar-me no alpendre com o portátil e as companheiras peludas enquanto tento planear os artigos da próxima semana.


Reading Time:

quarta-feira, 22 de julho de 2020

WOOK Vamos Comprar Hoje? Os Substitutos!
julho 22, 2020 5 Comments
A promoção da WOOK com descontos de 30% em 7 milhões de livros continua a decorrer durante o dia de hoje. Partilhei convosco a minha seleção mas, infelizmente, nenhum dos três volumes que escolhi está abrangido por esta promoção. É chato, sim, mas felizmente o que não falta neste mundo são livros fantásticos para comprar e não demorei muito a refazer o meu carrinho de compras. 

Os Substítutos!

Contágio

Wook.pt - Contágio


O poder do contágio, especialmente na era digital é algo que me deixa completamente fascinada. Como é que algo, por vezes tão tolo, tem o poder de conquistar culturas tão distintas. 

"Contágio é um livro baseado em pesquisas inovadoras na área das ciências sociais e revela histórias poderosas sobre os nossos hábitos de vida e de consumo. Se alguma vez se interrogou porque são partilhadas certas histórias, porque são reencaminhados alguns e-mails, ou porque há vídeos que se tornam virais, este é o livro certo para si.

Das pulseiras Livestrong ao iogurte grego, passando pela música «Gangnam Style» à moda das dietas, este livro refere alguns dos mais conhecidos exemplos de fenómenos virais. Ou seja, são casos em que certos produtos, ideias ou modos de vida se difundiram pela sociedade em larga escala. Jonah Berger explica quais os passos a seguir para transformar um produto num fenómeno viral."

Um Conde Apaixonante

Wook.pt - Um Conde Apaixonante

Foi agradavelmente surpreendida com "Um Marquês Improvável" pelo que não demorei muito a adicionar o segundo volume da saga ao meu carrinho de compras.


"Lady Philippa Marbury, ou Pippa, é… estranha. É jovem, bela e filha de um marquês respeitado da sociedade, mas interessa-se por livros em vez de rapazes, por ciência em vez de passeios, e por laboratórios em vez de amor. O seu plano é casar-se em breve com o seu noivo, um homem simples, e viver o resto dos dias em sossego com os seus cães e as suas experiências científicas. Mas antes do casamento, Pippa tem duas semanas para experimentar tudo o resto. Quinze dias para fazer pesquisa sobre as partes excitantes da vida. Não é muito tempo e, para o fazer, precisa de um guia que esteja familiarizado com os recantos mais obscuros de Londres.

Ela precisa de Cross: o sócio da casa de jogo mais exclusiva da cidade, e que tem fama de ser o maior conhecedor do mundo do vício e dos prazeres. Mas a fama muitas vezes esconde segredos negros, e quando a nada convencional Pippa lhe pede que lhe arruíne a reputação, isso vai ameaçar tudo o que ele sempre se esforçou por proteger."

O Tatuador de Auschwitz

Wook.pt - O Tatuador de Auschwitz

A 2ª Guerra Mundial aconteceu. Por mais difícil que seja admitir, aconteceu. Vidas foram destruídas e o ser humano atingiu o ponto mais baixo de toda a sua História. Mas esquecê-lo ou eliminar estes acontecimentos vergonhosos da nossa História seria um desrespeito para todos os heróis que tiveram que suportar tamanhas atrocidades. Como diz a minha mãe, "é essencial estudar o passado para não cometermos os mesmos erros no futuro". Não poderia concordar mais. 

"Esta é a história assombrosa do tatuador de Auschwitz e da mulher que conquistou o seu coração - um dos episódios mais extraordinários e inesquecíveis do Holocausto.

Em 1942, Lale Sokolov chega a Auschwitz-Birkenau. Ali é incumbido da tarefa de tatuar os prisioneiros marcados para sobreviver - gravando uma sequência de números no braço de outras vítimas como ele - com uma tinta indelével. Era assim o processo de criação daquele que veio a tornar -se um dos símbolos mais poderosos do Holocausto.
À espera na fila pela sua vez de ser tatuada, aterrorizada e a tremer, encontra-se Gita. Para Lale, um sedutor, foi amor à primeira vista. Ele está determinado não só a lutar pela sua própria sobrevivência mas também pela desta jovem.

Um romance baseado em entrevistas que Heather Morris fez ao longo de diversos anos a Ludwig (Lale) Sokolov, vítima do Holocausto e tatuador em Auschwitz-Birkenau. Uma história de amor e sobrevivência no meio dos horrores de um campo de concentração, que agradará a um vasto universo de leitores, em especial aos que leram A Lista de Schindler e O Rapaz do Pijama às Riscas, e que nos mostra de forma pungente e emocionante como o melhor da natureza humana se revela por vezes nas mais terríveis circunstâncias."

Desejando que estes meninos cheguem!
Reading Time:
Karma Is a Bitch!
julho 22, 2020 3 Comments

Ia eu toda lampeira fazer a minha encomenda da WOOK quando percebo que nenhum dos três livros que escolhi está incluído na promoção. Quais são as probabilidades de, em 7 milhões de livros, os únicos 3 livros que escolhi não estarem incluídos na promoção!?
Reading Time:
WOOK Vamos Comprar Hoje?
julho 22, 2020 3 Comments
Livros, claro! Nada como aproveitar os 30% de desconto que a WOOK nos oferece. Atenção que é válido apenas no dia de hoje. 

Não sou consumista. E entre gastar e poupar, peso sempre muito bem as duas opções e avalio se é algo realmente necessário ou um capricho que passado quinze dias vai ficar abandonado numa gaveta. Pelo menos na maior parte das vezes... Quando o assunto é livros o caso muda de figura. Não faço ideia de quantos livros tenho mas de qualquer forma, o problema é do quarto que é pequeno. 

Acalmar o meu demónio interior e manter algum dinheiro na carteira nem sempre é fácil, por isso é que aproveito promoções como as de hoje.

Querem conhecer os meus eleitos? Vamos a isso!

Zen pra C*ralho

Wook.pt - Zen pra C*ralho 

Se é para ir, que seja em grande. A capa é adorável e o título chama certamente a atenção. Depois do sucesso que fez como uma das prendas de aniversário da minha mãe, vou encomendar outro para o aniversário do meu irmão. E porquê dois? Porque é um livro prático, com muitos exercícios e reflexões a cada página pelo que faz todo o sentido que cada um tenha o seu. 

"O caminho para a serenidade está mesmo à tua frente, e está pejado de palavrões. Quando a meditação e os mantras pacificadores não são suficientes, tens sempre este livro para te ajudar a mandar f*der tudo aquilo que te aborreça.

Em cada página encontrarás estratégias para que te marimbes para as pessoas que não te fazem bem e saibas reconhecer aquelas que te tornam melhor pessoa. Liberta-te de m*rdas graças a estas atividades catárticas pra c*ralho e alcança um estado que se pareça o mais possível com a felicidade.

Pinta, rabisca ou larga uma bomba de boas vibes na tua vida, e mantém-te Zen pra C*ralho!
O caminho para a serenidade está mesmo à tua frente, e está pejado de palavrões. Quando a meditação e os mantras pacificadores não são suficientes, tens sempre este livro para te ajudar a mandar f*der tudo aquilo que te aborreça.

Aprecia as coisas à tua volta. Faz o favor de sorrir. Lança a tua luz radiante sobre os outros. E torna o mundo um pouco mais feliz, f*da-se!"

Não Há Planeta B

Wook.pt - Não Há Planeta B

"Está nas nossas mãos ajudar a mudar o rumo do Planeta. E se é verdade que as grandes mudanças conjunturais são fundamentais para garantir a continuidade da espécie humana, igualmente importantes são as medidas adotadas por cada um de nós. Reduzir o consumo de recursos, aumentar a eficiência energética e o recurso a energias renováveis, optar por sistemas de mobilidade suave ou adotar a política dos 5R na gestão dos nossos resíduos urbanos são pequenos gestos que nos tornam mais responsáveis em termos ambientais.


Mas, para reduzir a pegada ambiental, o mais importante é estarmos preparados para pensar, comprar e até comer de forma diferente. Porque todos os pequenos gestos são importantes, como a produção deste livro em papel reciclado."

Ilha de Vidro

Wook.pt - Ilha de Vidro

O terceiro livro da trilogia d' Os Guardiões. Ao contrário do que é normal com os livros de Nora Roberts, o primeiro livro desta trilogia não me conquistou. Tudo aconteceu demasiado rápido e faltavam as descrições vivas que existem nos livros sobre a Irlanda e que me fazem querer apanhar o próximo avião. Mas também não ia deixar a história a meio portanto passado umas semanas li o segundo volume, que foi francamente melhor. A minha esperança é encerrar esta trilogia em grande, até porque neste livros vamos para a Irlanda e aí Nora Roberts nunca desilude.

"Com a batalha final cada vez mais próxima, conseguirão os Guardiões proteger as Estrelas e derrotar as trevas que se aproximam?

A busca pela Estrela de Gelo levou os seis Guardiões à Irlanda, onde Doyle, o imortal, terá de enfrentar o seu terrível passado. Há três séculos, uma tragédia obrigou-o a fechar o seu coração ao amor, vivendo desde então numa solidão permanente. No entanto, o seu espírito permanece indomável, e ninguém o conhece melhor do que Riley… e a criatura que nela habita.

Fechada na sua biblioteca, a arqueóloga Riley procura pistas que possam conduzir os Guardiões à terceira Estrela e à misteriosa Ilha de Vidro, enquanto luta contra a forte atração que sente por Doyle. No entanto, é impossível fugir ao destino, e é na força do imortal que reside o poder para os salvar.

O último desafio dos Guardiões aproxima-se e Riley e Doyle terão de unir forças se quiserem salvar os seus amigos. Com Nerezza recuperada e furiosa, a batalha final será um teste à união dos Guardiões e à força do seu amor."

Não se esqueçam de visitar o site da WOOK e aproveitar as promoções. Caso tenham algumas sugestões de livros que não posso mesmo deixar de ler, deixem nos comentários.
Reading Time:

terça-feira, 21 de julho de 2020

#MaisPortugal - Capela dos Ossos em Évora
julho 21, 2020 3 Comments

Pensei muito em qual deveria ser o primeiro artigo para o meu novo projeto #MaisPortugal. Temos tanto património e tantas coisas maravilhosas à nossa volta que o difícil é mesmo escolher. Resolvi começar por um lugar único em Portugal - e talvez no Mundo - que, curiosamente, é na cidade que mais gosto: Évora, a minha cidade. 

A Capela dos Ossos

A Capela dos Ossos, em Évora, é muito provavelmente o ex-libiris da cidade. Situada na Praça 1º de Maio, a dividir paredes com a não tão conhecida Igreja de São Francisco, este monumento tem  tem tanto de fascinante como de assustador. 

Edificada no século XVII, por iniciativa de três frades franciscanos, com o objetivo de sensibilizar para a fragilidade e efemeridade da vida humana, essa mensagem é claramente passada a quem visita a Capela dos Ossos. Ou, seguindo outra teoria, a macabra "decoração" deveu-se ao excesso de cemitérios monásticos na cidade e os ossos desses mesmos cemitérios foram utilizados para a composição do espaço.

A Capela dos Ossos é composta por três naves e a escassa luz natural entra estrategicamente no espaço, conferindo uma atmosfera escura e algo macabra, que completa o cenário - e a mensagem - na perfeição.

"Nós, ossos que aqui estamos, pelos vossos esperamos."


À entrada, o aviso prende a atenção até aos mais distraídas: "Nós ossos que aqui estamos, pelos vossos esperamos". Mas nem o aviso nos prepara para o que vemos ao entrar. Paredes e pilares estão revestidos com crânios e ossos humanos, provenientes, sensivelmente, de cerca de 5 000 cadáveres.

É impossível visitar este monumento sem refletir. É macabro? Talvez, mas continuo a defender que quem tem oportunidade de visitar a cidade de Évora, não deve deixar de visitar a Capela dos Ossos. 

Informações Úteis

Morada: Rua da República, 7000-650 Évora

Horário: dev1 junho a 30 setembro: 09:00 – 18:30 // de 1 outubro a 31 maio: 9:00 – 17:00
Aberto todos os dias excepto: 1 de Janeiro; Domingo de Páscoa; 24 de Dezembro à tarde; 25 de Dezembro


Preços: Adulto: 4,00€ // Senior (mais de 65): 3,00€ // Jovem (até 25 anos): 3,00€ // Família (dois adultos e jovens): 10,00€
O bilhete dá acesso à Capela dos Ossos, Núcleo Museológico, Galeria de Presépios e Terraço Panorâmico. A Igreja tem entrada gratuita.
Reading Time:

segunda-feira, 20 de julho de 2020

Bem-Vinda, Segunda-Feira!
julho 20, 2020 2 Comments

Por aqui as segundas-feiras começam sempre às seis da manhã - ou antes - mas mesmo assim faço questão de riscar o máximo de tarefas possível na minha agenda. Assim começo a semana muito mais motivada.

Vocês ligam o turbo logo na segunda-feira ou só quando o final da semana se começa a aproximar? 

Reading Time:

domingo, 19 de julho de 2020

HBO || Um, Dó, Li. Tá...
julho 19, 2020 2 Comments
Como já disse, estou determinada a rentabilizar ao máximo os meus dois meses de HBO. Eu sei, sou um poço de produtividade e eficiência. Compreendo perfeitamente o vosso aspeto. Mesmo após vinte e oito anos ainda me consigo espantar a mim mesma com tais habilidades. 

Enfim, dotes pessoais à parte, resolvi explorar a oferta que a HBO tem disponível relativamente a séries. Confesso que já tinha algumas debaixo de olho mas foi agradavelmente surpreendida pela diversidade e por encontrar muita coisa que não está disponível na Netflix. 

Entre tudo o que tinha disponível - e ainda nem sequer foi espreitar os filmes! - fiquei bastante indecisa mas lá consegui selecionar as séries que me pareceram mais promissoras. Como ainda não vi nenhuma, baseei-me apenas na curta descrição da HBO.

Manifest

"Após umas férias na Jamaica, a família Stone regressa a Nova Iorque em dois voos diferentes. O segundo voo desaparece e só aterra 5 anos depois. Mas os passageiros não envelheceram um único dia..."


Série "Manifest - O mistério do voo 828"

The Luminaries

"Decorrendo na selvagem costa ocidental da Ilha Sul da Nova Zelândia no auge da corrida ao ouro da década de 1860, The Luminaries conta uma história intricadamente tecida de amor, morte e vingança."

THE LUMINARIES

The Great

"The Great é uma série cómica e satírica - baseada no ocasional facto histórico - sobre a ascenção de Catarina, a Grande, de forasteira à soberana que reinou por mais tempo na história da Rússia. Uma história muito moderna sobre o passado. 

The Great | Hulu renova a série para uma 2ª temporada

Killing Eve

"Eve, uma funcionária dos serviços de segurança, inteligente mas frustrada, um dia sonha ser espia. Villanelle, uma assassina elegante e talentosa agarrada aos lucos. Obcecadas uma pela outra, enfrentam-se num jogo épico do gato e do rato."

Killing Eve - The Flying Colour CompanyThe Flying Colour Company

Love Life

"Anna Kendrick protagoniza esta séria de comédia romântica sobre a viagem do primeiro ao último amor e de como os que se cruzam connosco ao longo desse percurso determinam quem somos, quando encontramos aquele alguém que é para sempre."
LOVE LIFE, la nouvelle série d'Anna Kendrick sur HBO Max [Actus ...

Por qual começo?

Reading Time:

sábado, 18 de julho de 2020

Obrigado, Novo Banco!
julho 18, 2020 3 Comments

Quando o teu banco te oferece dois meses grátis de HBO basicamente está a dar-te uma desculpa para não fazeres ponta de corno nos próximos dois meses! Afinal, é essencial rentabilizar os recursos que temos portanto resta-me dar o melhor de mim e fazer estes 60 dias render ao máximo. 

O que recomendam?
Reading Time:

sexta-feira, 17 de julho de 2020

#MaisPortugal
julho 17, 2020 4 Comments
Não tenho viagens programadas. Por opção e porque a minha mãe não me deixa. Em circunstâncias normais a esta altura estaria a planear a minha road trip por Itália, um sonho já antigo que, por agora, vai continuar na gaveta.

Sinto falta de viajar. Cada vez mais. Mas não me sentiria bem se, ao expor-me, acabasse também por expor os que mais amo a riscos desnecessários. Já basta os que corro no trabalho...

Ao contrário dos últimos anos, não temos nada planeado. Não queremos voltar a criar demasiada expetativa para nos vermos novamente obrigados a cancelar os nossos planos. Dependendo de como toda esta situação do COVID-19 evoluir, estamos a ponderar explorar melhor o nosso belo país. 

Como tal, estou a fazer alguma pesquisa para, caso a viagem se proporcione, termos já alguns sítios diferentes para conhecer. Nada melhor do que aproveitar e partilhar essa pesquisa convosco e, dessa forma, promover o que temos de melhor e ajudar os setores da hotelaria e restauração que tanto sofreram com esta situação.


Este local terá sem dúvida um destaque no #MaisPortugal. Alguém conhece?






Reading Time:

quinta-feira, 16 de julho de 2020

Around The World
julho 16, 2020 2 Comments
Fio Duplo "Around the World" em Prata - Loja do Ouro

Completamente por acaso descobri a Loja do Ouro e, com ela, o colar mais maravilhoso de sempre. Nunca uma peça de joalharia teve tanto a ver comigo.

Será que resisto a trazê-lo para casa?
Reading Time:

quarta-feira, 15 de julho de 2020

Roteiro de 1 dia em Sevilha
julho 15, 2020 4 Comments

Sevilha é uma cidade gigante! Em tamanho e em riqueza cultural. Planear uma visita de 24 horas é bastante ambicioso, mas de duas coisas tenho a certeza: vão ficar encantados e vão querer voltar.

De manhã é que se começa o dia 

Estar de férias e descansar é muito bonito mas se queremos ver uma das cidades mais bonitas do mundo em 24 horas não vamos ter muito tempo para descansar. Começamos o dia com o melhor de Sevilha: o inigualável Real Alcázar de Sevilha. 

Sevilha é de cortar a respiração mas o Alcázar encanta-me a cada visita e é, sem dúvida, o meu lugar favorito na cidade. 


Dois conselhos impagáveis: Cheguem cedo e comprem o vosso bilhete online - pagam mais 1€ mas ganham imenso tempo. Existem duas filas, uma para quem tem bilhete e outra para quem comprou com antecedência - e esta última anda muito mais rápido e podem aproveitar para apreciar o espaço e tirar algumas fotografias antes da enchente. 

Para aproveitarem convenientemente tudo o que o Alcázar tem para oferecer contem em passar lá uma manhã. Eu sei que parece assustador para quem só tem 24 horas numa cidade mas acreditem que vale muito a pena. Além disso, por mais rápida que seja, continua a ser uma viagem e deve ser aproveitada e não servir apenas para riscar itens de uma lista. 


O bilhete normal é de 11, 50€, caso sejam estudantes e tenham até 25 anos ou sejam reformados a entrada fica reduzida para 4,50€ (levem comprovativo!) e menores de 16, residentes e deficientes não pagam. Têm ainda a possibilidade de usufruir de uma entrada gratuita, segunda-feira das 18h às 19h (de abril a setembro) e das 16h às 17h (de outubro a março). Uma hora não é tempo suficiente para visitar este magnífico espaço mas, caso não tenham possibilidade para pagar o bilhete pelo menos vão ficar a conhecer um pouco deste lugar mágico.

E vamos à barriguinha...

Depois de saírem do Alcázar provavelmente a vossa barriguinha já vai estar a dar horas. Recomendo o Milagritos e que escolham o menu turístico para uma excelente relação qualidade - preço - rapidez. Podem encontrar o Milagritos no número 27 da Calle Alemanes, a cerca de 100 metros da Catedral de Sevilha. 


De volta à carga

Agora, mais confortados, podem preparar-se para voltar à carga. Uma vez que se encontram na área podem aproveitar para visitar o Archivo General de Indias. A entrada é gratuita, o espaço agradável e o ar condicionado, nas tardes de verão com calor escaldante, é uma verdadeira bênção. 


Um pouco mais refrescados, está na altura de preparar as sapatilhas e rumar à praça mais catita de todas - e cartão postal de Sevilha - a magnífica Plaza de España. De caminho, podem passar pela não tão conhecida Plaza del Cabildo.


Já chegaram à Plaza de España? Se sim, provavelmente ainda estão de queixo caído. Como eu vos compreendo... 


Assim que conseguirem voltar a fechar a boca, passeiem pela Praça, assistiam aos espetáculos de Flamenco que acontecem frequentemente, sentem-se e apreciam a sensação de estar num dos espaços mais  icónicos e belos do mundo. 

Na Plaza aproveitem e andem num dos adoráveis barcos que passeiam pelo canal. A perspetiva é completamente diferente e acreditem que o passeio vos vai proporcionar umas belas gargalhadas. Ainda na Plaza, podem visitar o Museo Militar Regional de Sevilla. A entrada é gratuita e eu, que estou longe de ser fã de história militar, gostei muito de ver toda a exposição. 



Em frente à Plaza de España temos o Parque Maria Luisa. Com 34 hetares não esperem ficar a conhecer o parte com a palma das vossas mãos, mas aproveitem para passear e, no fim, atravessar até ao outro lado e assistir ao pôr do sol à beira-rio, perto da Torre del Oro. 

Vou ser meiguinha e dar-vos permissão para irem descansar um pouco e depois procurarem um sítio para jantar mas com uma condição: têm que dar um passeio depois de jantar. Sevilha é tão bonita de noite como de dia. 




Já conhecem Sevilha? 
Qual é o vosso local favorito?

Mais Roteiros: 24 Horas Em Aracena
Reading Time:

terça-feira, 14 de julho de 2020

Meus ♥

segunda-feira, 13 de julho de 2020

Roteiro de 1 dia em Aracena
julho 13, 2020 2 Comments

Aracena é um município de Huelva, localizado na serra com a qual partilha o nome. A cerca de 60 quilómetros da fronteira portuguesa, Aracena torna-se ideal para um fim-de-semana diferente ou para iniciar, ou terminar, uma road trip por terras de nuestros hermanos.

Aracena foi a primeira paragem da nossa primeira road trip por Andaluzia. Pouco sabia sobre o município, apenas tinha uma certeza: queria visitar a Grutas das Maravilhas. Mas vamos ao que interessa: como podem aproveitar da melhor forma as vossas 24 horas em Aracena. 

24 Horas São Suficientes?

Uma das coisas que oiço com mais frequência é que 24 horas não são suficientes para conhecer uma cidade. Têm toda a razão. Moro em Évora há 28 anos e, felizmente, ainda descubro coisas novas. Mas certamente que 24 horas a explorar uma nova cidade serão 24 horas muito mais bem passados do que em frente à televisão e sem sair do sofá. 

Entre viajar pouco ou não viajar, a minha escolha será sempre viajar pouco mas, no caso, de Aracena, arrisco-me mesmo a dizer que 24 horas são suficientes.

Dica do pequeno-almoço

Nos dias de viagem entre uma cidade e outra, paramos sempre no caminho ou, se estiver incluído, tomámos o pequeno-almoço no alojamento. Desta forma chegámos à nova cidade já de barriguinha cheia e não perdemos tempo a procurar cafés ou pastelarias - pelo menos para já. 

A Gruta das Maravilhas

Começamos o nosso dia com aquilo que queríamos realmente ver: a Gruta das Maravilhas. O bilhete é comprado no lado oposto à entrada na gruta e, quando fomos, podiam optar por comprar apenas o bilhete para a Gruta das Maravilhas ou um bilhete que incluía a Gruta das Maravilhas, o Castelo de Aracena e o Museu do Presunto. A diferença de preço era praticamente irrisória e como queríamos explorar mais a cidade optámos pelo bilhete combinado. Infelizmente perdi o meu bloco de notas e não consigo precisar o preço, mas recordo-me que os dois bilhetes rondaram os 20€.

A visita é feita em grupo, com um guia que nos explica tudo de forma tão divertida e leve que a hora passa a correr. O nome escolhido para esta gruta não poderia ser mais apropriado. O espaço é magnífico e de uma beleza quase surreal. Pessoalmente não gosto de estar em espaços apertados ou de me sentir encurralada, e se o ar for pesado e começar a sentir dificuldades em respirar começo a ficar bastante incomodada. Na Gruta das Maravilhas não vão ter que se preocupar com isso. O ar, mesmo em Agosto, é fresco e bastante agradável, pelo menos de manhã.

Infelizmente não é possível fotografar no interior da Gruta mas à entrada existe um fotógrafo que vos tira uma fotografia que podem adquirir no final da visita. 

Gruta de las Maravillas (Aracena) - ATUALIZADO 2020 O que saber ...
Nota: Dada a impossibilidade de fotografar na gruta, esta fotografia não é da minha autoria.

Lojas de Artesanato

Ao saírem da gruta, e depois de comprarem a vossa fotografia - recomendo muito ficarem com uma recordação deste espaço magnífico - tirem um bocadinho para percorrer as adoráveis lojas de artesanato que se encontram mesmo ao pé da gruta. 

Para além das peças de artesanato, encontram também alguns patés e doces que podem levar para degustar em casa. 

O almoço

Nós optamos por continuar a descer a rua da Gruta das Maravilhas e optámos por almoçar logo num dos restaurantes ao final da rua. Não vou recomendar nem referir o nome porque não fiquei fã e achei o preço algo elevado tendo em conta os pratos pedidos.



Depois de almoço podem aproveitar para se instalarem. Nós ficámos no Hotel La Era de Aracena, que recomendo vivamente. Perfeitamente integrado numa paisagem de sonho, calmo e com um restaurante que nos permite jantar no hotel e descansar depois de um dia cansativo.

Depois de almoço, e consoante a temperatura porque o calor de Andaluzia é duro, podem optar por um mergulho na piscina ou por explorar alguns trilhos. 



Castillo de Aracena, Iglesia Prior de Nuestra Señora del Mayor Dolor e Museo del Jámon

Depois do mergulho da piscina - ou de uma caminhada para os mais dinâmicos - está na altura de continuar a explorar. 

Deixámos o carro no centro da cidade, e subimos a pé até ao Castelo. Sou um panda assumido e reclamei trezentas mil vezes pelo caminho mas é uma caminhada bastante fácil e agradável. 


Ao chegar ao Castelo não tínhamos mais ninguém pelo que tivemos uma visita privada com um guia também muito simpático. Ou foi sorte, ou em Aracena os guias são realmente dedicados e com muita paixão pelo que fazem. 

Infelizmente a Igreja estava fechada, mas valeu a pena só pela vista. Descemos até ao Museo del Jámon e fomos brindados com uma chuva torrencial que nos deixou molhados até aos ossos. 


O Museo del Jámon é um edifício moderno com uma exposição que retrata um dos produtos estrelas da região: o jámon. Existe um orgulho visível nas tradições, mas não existem paninhos quentes nem meias verdades e, curiosamente, foi neste Museo que comecei a considerar mais seriamente ser vegetariana. 

Encerradas as visitas, e se forem prosseguir viagem no dia seguinte, aconselho a que retornem ao Hotel e jantem lá para que possam recuperar energias. Se estiverem com as baterias carregadas, vale sempre a pena explorar mais um pouco e, quem sabe, depois vêm aqui partilhar as vossas dicas comigo. 

Quem já conhece Aracena? Têm algumas dicas que queiram partilhar?



Booking.com
Reading Time:

sábado, 11 de julho de 2020

Vamos Viajar?
julho 11, 2020 6 Comments


Vou começar a partilhar os nossos roteiros flash de 24 horas. A primeira cidade escolhida será Aracena. 

Já conhecem?
Reading Time:

terça-feira, 7 de julho de 2020

Vejo-vos por lá?

domingo, 5 de julho de 2020

Novo Amor de Verão
julho 05, 2020 3 Comments

Juntem algumas pedras de gelo a esta pequena maravilha engarrafada e bebam bem gelada. 

Agradecem-me depois.
Reading Time:

sábado, 4 de julho de 2020

24 Horas Em...
julho 04, 2020 2 Comments


Para além do fator monetário, o tempo - ou a falta dele, neste caso - é uma das razões que oiço com maior frequência como desculpa para não viajar. 


Compreendo perfeitamente. Com as exigências pessoais e profissionais que temos atualmente não é fácil gerir todas as solicitações. Temos que ser profissionais de topo, donas de casa exímias, mães calmas e atentas, ter uma aparência agradável e cuidada, desenvolver - com sucesso, claro - alguns hobbies interessantes, ler todos os livros da moda - ou pelo menos andar com eles debaixo do braço ou tirar umas fotografias para o Instagram -, treinar com frequência, e se a isso tudo juntarmos alguns projetos de voluntariado, melhor ainda. 

Não é fácil gerir tudo. Alguns diriam que é completamente impossível mas se encontramos tempo para tanta coisa, porque não guardar algum para fazer algo que gostamos, que nos alarga os horizontes e enriquece a alma?

Na nova rubrica "24 Horas Em..." vou partilhar convosco alguns roteiros que desenvolvi e testei durante as minhas viagens e que espero que possam enriquecer as vossas e poupar-vos algo trabalho - e tempo - no planeamento para que possam desfrutar do que realmente importa: a vossa viagem. 

Que cidades gostariam que eu incluísse nestes roteiros?
Reading Time:

sexta-feira, 3 de julho de 2020

Covid-19 Update

quinta-feira, 2 de julho de 2020

5 Cidades a Não Perder em Andaluzia
julho 02, 2020 3 Comments
Os últimos dois anos foram dedicados a explorar a região de Andaluzia e, no meio de tantos quilómetro percorridos, obviamente que conhecemos algumas cidades que não nos conquistaram e outras que foram amor à primeira vista. 

Hoje destaco aqui cinco cidades pelas quais me apaixonei. Algumas já visitei por mais do que uma vez e mesmo assim ainda não estou satisfeita! Não fosse a conjetura atual e voltava a cada uma destas cinco cidades num piscar de olhos.

Córdoba


Uma junção perfeita entre o oriente e o ociente numa cidade que transpira história. Córdoba é mágica e fiquei completamente encantada pela cidade. 


Ronda


Ah, a bela Ronda! Tão perto de Sevilha e por vezes tão ignorada. Ronda é charmosa e encanta com a sua beleza humilde. Valeria a pena só pela Puente Nueva, mas Ronda tem muito mais. A Casa do Rei Mouro e os Banho Árabes são apenas alguns dos seus outros encantos. 

Sevilha


Sevilha é imponente e majestosa mas, enquanto cidade, não é das minhas favoritas. No entanto tem dois dos espaços mais bonitos que já vi em toda a minha vida: a Plaza de España e o Alcazar de Sevilla. Cada visita que faço à cidade, o meu encanto aumenta. Talvez seja uma daquelas cidades que "primeiro estranha-se e depois entranha-se".

Gibraltar


Uma das maiores surpresas que já tive. Nunca estive no Reino Unido, mas Gibraltar é muito do que imagino no Reino Unido. As cabines telefónicas vermelhas, fish and chips por todo o lado, pubs catitas e lojas de doces adoráveis!

Os macaquinhos? São só a cereja no topo do bolo e mal posso esperar por regressar a Gibraltar para partilhar esta linda cidade com a minha família. 

Granada


Não me apaixonei por Granada. Pelo menos não à primeira vista. Ficámos muito afastados do centro - culpa minha - e já estávamos muito cansados pois visitámos Granada no final da nossa road trip. No entanto, a cada dia que passada descobríamos uma nova surpresa ou um novo lugar que nos fazia gostar cada vez mais da cidade. 

Se pudessem partir agora, qual a cidade que escolhiam?

Reading Time:

@way2themes