Avançar para o conteúdo principal
Olhando com calma para esta lista percebo que a criei porque na realidade não queria mudar-me. E, para tentar tirar o máximo partido de uma situação menos agradável, tentei criar objetivos e fazer com que algumas das minhas coisas favoritas fizessem parte da minha rotina diária.
 
Tenho, inegavelmente, mais tempo livre. No entanto as coisas que queria fazer continuam em lista de espera. Continuo a querer fazê-las e tenho mais tempo, então porque continuo a adiar? A verdade é que continuo a ser eu. A querer carregar sozinha mais carga do que aquela que consigo e a tentar destacar-me nos mil e uns projetos em que me envolvo mas também a desperdiçar horas do meu dia em atividade inúteis e a carecer de mais método e organização.
 
O problema não é o tempo que temos. Nunca é. É a forma escolhemos utilizá-lo.

Comentários

  1. A tua conclusão é fundamental! Porque, de facto, o problema não passa tanto pela falta de tempo, mas pela maneira como o gerimos

    ResponderEliminar
  2. Na última frase dizes tudo realmente, por muito tempo livro que tenhamos, a verdade é que quando não é bem aproveitado, por vezes não fazer tudo aquilo que gostaríamos, e não é realmente por falta de tempo.

    ResponderEliminar
  3. Se ainda não fizeste é porque ainda não está na altura.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Mais de 1500.

Imagem de Deathtostock
Mais de 1500 publicações, 1507 se quisermos levar a precisão ao extremo. Mais de 1500 opiniões, parvoíces, textos, frases, imagens e idiotices.
Não posso dizer que estou surpreendida pelo número de publicações visto que, quando criei este blogue fi-lo com o objetivo de criar algo duradouro, algo que me acompanhasse, crescesse e evoluísse comigo. O que me surpreende são vocês. Vocês, que começaram a ler e gostaram. Vocês, que despendem de um pouco do vosso dia para apoiar, criticar ou dar a vossa opinião. Vocês, que continuam a voltar dia após dia mesmo quando as actualizações são raras. A todos vocês muito obrigado.

Relacionamentos: É Amor ou Comodismo?

"O amor é a base de qualquer relacionamento."
Existem algumas certezas que sempre me acompanharam durante o meu crescimento. 
Uma delas, talvez uma daquelas em que acreditava com mais tenacidade, era que todos os relacionamentos se baseavam em amor.
Depois cresci, não muito confesso. Continuo a manter uma certa ingenuidade e a guardar com carinho muitos dos meus sonhos de menina mas, inevitavelmente, a vida acontece, e o mundo que inicialmente era a preto e branco, começa a ganhar diversos tons de cinza.
E, com muita tristeza minha, apercebi-me que a grande parte dos relacionamentos não tem por base o amor mas sim o comodismo. Quando ficamos por hábito, por não querer admitir que não resultou, por medo do desconhecido ou, simplesmente, porque não temos coragem de abrir o nosso coração ao desconhecido e tentar outra vez.
Existem avisos, sempre, mesmo quando queremos negar ou preferimos não encarar a dura verdade. Quando os gestos de carinho são inexistentes. Quando qualquer moment…

Pensa Rápido #1

Se pudesses viajar para qualquer lugar do mundo, que lugar escolherias?
A minha resposta está na imagem!