Abril 2019 - Perfeitamente Imperfeito

domingo, 28 de abril de 2019

Pensamentos Aleatórios de Domingo
abril 28, 2019 3 Comments
 
O verão ainda não chegou e eu já estou a sonhar com os dias de praia e calor… e a tentar lidar com a incerteza de não saber se teria férias durante este ano.

Reading Time:

sexta-feira, 26 de abril de 2019

FOODIE || Pão à Mesa Com Certeza
abril 26, 2019 3 Comments
 
O número 44 da Rua D. Pedro V no Príncipe Real podia muito bem ser equiparado ao número 13 de Grimmauld Place do universo mágico de Harry Potter. A verdade é que a porta estreita pode passar despercebida aos mais distraídos mas os mais atentos serão certamente recompensados se decidirem entrar.
 
A sala é ampla e o ambiente a meia luz conjuga na perfeição com a decoração deste bistro. Numa altura em que o mundo da restauração está saturado de ambientes claros e luminoso, a decoração original do Pão à Mesa Com Certeza foi uma agradável surpresa.
 
O Pão à Mesa Com Certeza é uma ode ao povo português e ao que o nosso país tem de melhor mas, apesar da decoração memorável, a verdadeira magia ainda estava para chegar.
 
 
 
Fomos imediatamente recebidos por uma funcionária simpática que, mesmo sendo apenas para duas pessoas, nos conduziu a uma mesa de quatro. Para mim, que gosto de jantar à vontade e com espaço para tirar as minhas fotografias foi o começo perfeito!
 
O começo já foi promissor mas melhorou ainda mais com a chegada do couvert. Depois das indecisões do costume, resolvemos partilhar "O choco com saudades do verão" e só me arrependo de não termos pedido um para cada um de nós de tão bom que estava.
 
 


 
Enquanto eu optei pelo Polvo de Santa Luzia Fumado com Batata-doce em Várias Maneiras, a minha companhia optou pelas Bochechas de Porco, Camarão e Couve-flor. Não sou de intrigas, mas desconfio que ele escolheu o prato um tanto ao quanto influenciado pela minha alergia a camarão. A verdade é que enquanto eu adoro pedir pratos diferentes para partilhar, ele detesta!
 
Escusado será dizer que ganhou as mesmas pois eu não resisti a provar um minúsculo pedacinho de carne que certamente não era bochechas mas sim qualquer outra bruxaria qualquer de tão suaves e suculentas que estavam.
 
O meu polvo dispensa comentários e foi seguramente o melhor polvo que já comi fora de casa. Só pela exímia confeção do polvo, o prato já seria bom mas com a batata doce confecionada de várias maneira ficou simplesmente fantástico.
 
Ele jura a pés juntos que o prato dele era o melhor. Eu continuo a defender que mesmo deliciosas, as bochechas não venceram o polvo.
 
 
Mesmo que nenhum de nós seja o maior dos apreciadores de doces, a verdade é que estava tudo tão bom que não resistimos a testar a nossa sorte e avançar para as sobremesas.
 
Para ele uma torta de laranja do Algarve e maracujá e para mim uma desconstrução de tarte de maçã merengada e gelado de gengibre.
 
Mais uma vez, não conseguimos chegar a acordo. Ele saiu apaixonado pela torta de laranja, e ainda hoje fala nela, e eu sai a pensar se haveria forma de encher uma piscina olímpica com aquela tarde de maçã e passar o dia a lambuzar-me.
 

 
Apesar de não termos conseguido decidir qual o melhor prato ou sobremesa, chegamos a acordo numa questão importante: encontramos finalmente o nosso restaurante favorito em Lisboa.
 

Pão à Mesa com Certeza Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato
Reading Time:

quinta-feira, 25 de abril de 2019

quarta-feira, 24 de abril de 2019

Primeira Viagem de 2019!
abril 24, 2019 5 Comments
 
A primeira viagem de 2019 já está marcada e vou regressar ao local onde, durante a road trip do verão passado, tirei esta fotografia.
 
Adivinham o destino?

Reading Time:

terça-feira, 23 de abril de 2019

FOODIE || Choupana Caffé
abril 23, 2019 3 Comments
No número 25 A da Avenida da República, no Saldanha, entram numa pequena mercearia que, depois de descer alguns degraus, se transforma numa sala clara e ampla com várias iguarias disponíveis.
 
O espaço é agradável e convida a ficar. O detalhe do jornal "Choupana Times" é simplesmente adorável e a montra é realmente agradável à vista no entanto a minha experiência não foi tão agradável. Apesar do aspeto delicioso dos bolos e croissants, fiz a minha visita de manhã e comer um bolo assim que acordo é algo que não me seduz minimamente. Durante o resto do dia não tenho qualquer problema e sou uma mini debulhadora em funcionamento constante.
 
Pedi um folhado misto que nada tinha de memorável e um cappuccino que, apesar da espuma, também não deixou saudades. Inicialmente tinha planeado regressar posteriormente para conhecer as opções de almoço mas ficou tão aquém das minhas expetativas que dificilmente vou regressar.
 
 
 
Choupana Caffé Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato
Reading Time:

segunda-feira, 22 de abril de 2019

Tenho Mesmo Que Voltar?
abril 22, 2019 3 Comments
Com o feriado da Páscoa e o feriado municipal da cidade onde agora trabalho consegui ficar quatro dias em casa e foram quatro dias que me souberam pela vida, acreditem!
 
A verdade é que vir a casa apenas no fim de semana não me enche as medidas. A sexta-feira à noite termina num instante, o sábado passa a correr entre limpezas, gargalhadas e roupas para levar, e no domingo já estou a sofrer de uma ligeira depressão de pré-segunda-feira, a preparar a roupa para levar e alguma comida porque, não me perguntem porquê, mas a viver sozinha descobri que cozinhar só para mim também é algo que não me enche as medidas.
 
É verdade que tenho um emprego relativamente estável e uma equipa que me apoia mas sinto falta de estar no meu espaço junto com os meus. Sinto falta de chegar a casa e da correria de fazer o jantar com a minha família. Sinto falta das parvoíces diárias e gritos constantes dos meus irmãos mais novos. Sinto falta dos beijinhos e abraços diários da minha mãe. Sinto falta de brincar com a minha irmã por ocupar demasiado espaço na cama. E, imagine-se, até sinto falta das pilhas de loiça para lavar.
 
Não quero de todo parecer ingrata, mas mal posso esperar por uma oportunidade para voltar para junto dos meus.
 

Reading Time:

quarta-feira, 10 de abril de 2019

24/7
abril 10, 2019 2 Comments


As últimas semanas têm sido de loucos e os últimos dois meses trouxeram tantos desafios e conquistas que tenho a sensação que passou um ano inteiro.
 
No final de fevereiro fui destacada para uma nova cidade e essa mudança obrigou-me a sair da minha casa e a abdicar da companhia diária da minha mãe e dos meus irmãos. Em menos de uma semana recebi a notícia que iria ter que me mudar, procurei casa, encontrei um quarto que me agradou, fiz as malas e comecei a trabalhar com uma nova equipa.
 
Março chegou e trouxe uma nova conquista profissional mas isso implicou muito estudo e preparação para uma certificação que, felizmente, foi bem sucedida. O feedback que tive deixou-me encantada pelo facto de todo o esforço, horas e dedicação terem sido reconhecidos.
 
Entre tantas mudanças na minha vida profissional seria interessante que a minha vida pessoal tivesse estado mais calma, para equilibrar a balança Teria sido interessante, de facto, mas a verdade é que foi tudo menos calma.
 
Para além dos desafios profissionais, a minha pós-graduação estava na reta final e foi altura de entregar e defender o trabalho final do curso. Correu bem, mas poderia ter corrido melhor. No entanto terminei com a sensação de dever cumprido e uma grande satisfação por mais uma conquista.
 
No meio de toda esta loucura continuo com o meu trabalho de voluntariado, uma instituição para gerir, uma equipa para apoiar e crianças que precisam tanto de mim quanto eu preciso delas.
 
A par de tudo isso continuo a tentar multiplicar as horas do fim de semana. Tanto pela quantidade de trabalho que tenho para fazer mas, principalmente, para tentar aproveitar cada segundo com as pessoas que mais amo.
 
Estas últimas semanas testaram-me praticamente até ao limite e nunca pensei vencer em todas as frentes de batalhas, mas venci. Mais uma vez a vida mostrou-me que com a determinação e organização adequada conseguimos fazer o impensável e ultrapassar o nosso maior adversário: nós próprios.
 
Não vou ser hipócrita: deixei coisas pendentes e, neste caso, o blogue e os meus hobbies acabaram por ser um pouco sacrificados. Mas valeu a pena! Agora a continuar a lutar, seguir em frente e tentar agilizar ainda mais a minha agenda para conseguir dedicar-me ao blogue e a todos os pequenos projetos que tenho em mente.
 
E vocês, como estão?
 
Reading Time:

@way2themes