Agosto 2018 - Perfeitamente Imperfeito

sexta-feira, 31 de agosto de 2018

E  A VIAGEM DE 2018?
agosto 31, 2018 6 Comments
Uma das coisas que mais gosto de fazer é, sem sombra de dúvida, viajar. Qualquer oportunidade que surja, em Portugal ou no exterior, nunca é desperdiçada. 

Ao contrário de muitos, todas as etapas e processos associados a qualquer viagem deixam-me nas nuvens. Sim, estou a incluir todo o planeamento que, para mim, é essencial para tirar o máximo partido de cada viagem. E até o regresso a casa, imagine-se!

Este verão, eu e o Charming conseguimos ter vinte dias - sim, vinte! - de férias consecutivos e em conjunto. O delírio, portanto. No entanto planear a viagem de 2018 não foi pacífico. 

Discutimos o assunto sempre de forma ligeira e ocasional, durante semanas a fio. Foram vários destinos colocados em cima da mesa. Todos tão diferentes. E todos tão apelativos… Mas, apesar de o tempo disponível ser consideravelmente extenso, o orçamento não é. 

Com a aproximação da data da viagem resolvemos que era, finalmente, altura de encerrar conversações e tomar efetivamente uma decisão. 

Concordámos com um destino - uma viagem que ambos queríamos fazer à algum tempo - e iniciámos os preparativos. Claro que, como sempre, quando tudo parece resolvido surgem problemas. A verdade é que a nossa indecisão e a eminência da data resultaram em bilhetes de avião com preços verdadeiramente exorbitantes.

E, mais uma vez, regressamos ao ponto de partida. Eu sei que vamos. Mas ainda não sei para onde…

Photo by Annie Spratt on Unsplash

Reading Time:

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

terça-feira, 28 de agosto de 2018

JERONYMO COFFEE SHOP COLOMBO [Lisboa, Portugal]
agosto 28, 2018 5 Comments
Descobri a Jeronymo Coffee Shop completamente ao acaso, à algum tempo atrás, no Cais do Sodré. Lembro.me que a manhã já ia longa e que a minha barriga estava a dar horas. 

O espaço agradável e convidativo fez-me entrar. Mas foram as sandes, já preparadas na montra, que me fizerm ficar. Pedi a minha em versão tosta, com tomate seco e mozarela. As fatias de pão era finas - tal como eu gosto - apenas poderia ter um pouco mais de recheio.



Quando reencontrei a Jeronymo, no Colombo, foi a desculpa perfeita para nos sentarmos um pouco a descansar o esqueleto.

Resolvemos pedir duas tostas e eu, que prefiro sempre os doces aos salgados, fiquei a salivar pelo bolo de maçã que podem ver na fotografia a baixo.



Os produtos têm qualidade e o atendimento é rápido e simpático. Novamente, a Jeronymo cumpriu o prometido. E os meus companheiros de compras também ficaram fãs do espaço.
 

Reading Time:

segunda-feira, 27 de agosto de 2018

MEXE A BUNDA QUE É SEGUNDA
agosto 27, 2018 3 Comments
Fotografia de Brigitte Tohm

Aproveitem cada momento e nunca se esqueçam de dar o devido valor aos pequenos detalhes. São as pequenas coisas que fazem a vida valer a pena.

Boa semana!
Reading Time:

domingo, 26 de agosto de 2018

sábado, 25 de agosto de 2018

Italian Burguer House [Lisboa, Portugal]
agosto 25, 2018 5 Comments

A Italian Burger House não engana ninguém. Hambúrgueres que privilegiam os típicos ingredientes italianos. Basicamente, duas das melhores coisas desta vida. Como não resultar?

Com quatro espaços na cidade de Lisboa, este espaço tem duas pequenas variações. A Italian Burguer and Lobster House, no Centro Comercial Colombro e Bairro Alto, e a Italian Burguer House, no Areeiro e no Centro Comercial Vasco da Gama.

Dos quatro espaços, já visitei dois: Colombo e Vasco da Gama. E foi sempre fiel aos hambúrgueres.



Os menus, com nome de emblemáticas cidades italianas, rondam os 7 euros e, além do hambúrguer, podem escolher dois acompanhamentos, conforme a disponibilidade. Existe sempre salada e as clássicas batatas fritas - douradas, quentes, finas e estaladiças - mas também já provei o esparregado e um risotto de cogumelos que me fez ver a luz.


Já provei vários - talvez mais do que gostaria de admitir - mas o Parma e o Siena continuam a ser os meninos dos meus olhos.



Fotografias péssimas - a fome não permitiu grandes cuidados - mas, ainda assim, da minha autoria.

Reading Time:

sexta-feira, 24 de agosto de 2018

agosto 24, 2018 6 Comments
Fotografia de Tyler Nix
A minha vontade é agarrar na prancha, no carro e sair sem destino nem data de regresso. Depois lembro-me que não tenho carro, não tenho prancha e nem sequer sei surfar.
Reading Time:

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

A PADARIA PORTUGUESA ALCÂNTARA [Lisboa, Portugal]
agosto 23, 2018 4 Comments
Num dia em que a paciência era muita, o sono atacava e as dores de cabeça depois de uma manhã intensa já incomodavam, resolvi andar um bocadinho mais e experimentar a Padaria Portuguesa em Alcântara.

A Padaria Portuguesa oferece opções para todos os gostos. Desde as mais calóricas - hambúrgueres, salgados e bolos - até às mais saudáveis - sumos naturais, saladas e sopas. Dificilmente vão visitar uma Padaria Portuguesa e não encontrar algo que vos agrade. Já visitei várias lojas d' A Padaria Portuguesa e, por norma, cumprem o prometido.


Depois das asneiras gastronómicas que fiz durante a manhã, resolvi tentar salvar a honra do convento e pedi um menu salada. Este menu é composto por salada e bebida - e ronda os seis euros, se não estou em erro. No entanto, como o dia ainda era longo, resolvi completar o menu. com uma sopa, por mais um euro.

Um almoço rápido, económico e sem grandes gordices, mas ainda assim satisfatório.


Reading Time:

quarta-feira, 22 de agosto de 2018

TRABALHO REMOTO
agosto 22, 2018 6 Comments
Fotografia de Georgia de Lotz

Trabalhar remotamente significa que o portátil vai sempre - mas sempre, mesmo - contigo. Mesmo quando não chega a sair da mala.
Reading Time:

terça-feira, 21 de agosto de 2018

CINCO CIDADES EUROPEIAS PARA VISITAR NOS PRÓXIMOS CINCO ANOS
agosto 21, 2018 4 Comments
1. Barcelona, Espanha
Fotografia de Toa Heftiba
Barcelona é um amor recente, que cresce a cada fotografia que vejo e relato que oiço. 

Mal posso esperar pela oportunidade de ver em pessoa a imponência da Sagrada Família, a beleza do Parque Guell e a singularidade da Casa Batlló. Quero perder-me por Las Ramblas, caminhar pelo Porto Olímpico e deliciar-me do Mercado de la Boquería.

Por agora os passeios são apenas imaginários, mas espero um dia ter a oportunidade de visitar esta bela cidade.


2. Veneza, Itália
Fotografia de Henrique Ferreira

A encantadora Veneza dispensa apresentações. Nem me lembro do momento em que me apaixonei por Veneza, mas provavelmente foi quando a primeira fotografia. 

Uma cidade repleta de água, beleza, gôndolas e gelados. Como não gostar de Veneza?


3. Civita di Bagnoregio, Itália
Fotografia de Giuseppe Mondi

Assim que vi uma notícia que Civita di Bagnoregio, localizada perto de Roma e praticamente esquecida, soube que um dia teria que a visitar. 

A população residente é escassa. O acesso é feito por uma única ponte onde não passam carros. O tempo parou, mas a beleza de Bagnoregio permaneceu. E mal posso esperar por a puder apreciar ao vivo.


4. Sevilha, Espanha
Fotografia de Fabio Ballasina
No verão passado planeie uma viagem, que se adivinhava fantástica, pelo sul de Espanha. Sevilha era uma das estrelas desta roadtrip. Por diversos motivos, a viagem não aconteceu, mas a vontade de conhecer Sevilha continua.



5. Alberobello, Itália
Fotografia de Urban Pecklar

Perdida no sul de Itália, Alberobello chegou aos meus olhinhos enquanto eu procurava informação sobre uma possível visita à terra das pastas mais deliciosas.

Conhecida pelas suas casinhas brancas, com telhados escuros e misterioso símbolos pintados, Alberobello cativa pela sua singularidade e tradição.



E quanto a vocês, quais as vossas cidades de eleição?


Reading Time:

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

EM CONTAGEM DECRESCENTE.
agosto 03, 2018 3 Comments
As férias estão a chegar mas estes últimos dias são sempre os mais atarefados. Estou envolvida em vários projetos e quero deixar tudo orientado para ter o mínimo de preocupações possível.

Os projetos que tenho em mão no trabalho estão mesmo na reta final. Na instituição tenho mil e um assuntos a tratar - como sempre - mas a maioria pode esperar duas semanas. A minha pós-graduação entrou numa pequena pausa de verão - e eu consegui entregar tudo a tempo e horas! Estava tudo a correr bem. Bem demais, até. 

Até que no início desta semana recebi uma chamada de um familiar que estava desesperado porque tinha ficado sozinho no trabalho e precisava de apoio. Ao início senti-me um pouco reticente pois os meus dias perfeitamente planeados iriam ficar com menos sete horas. Não era viável. Mas, como sempre, aceitei. 

É mais um desafio. É mais uma experiência. É o descanso em saber que estou lá para uma pessoa que sempre esteve lá para mim. E isso, isso não se paga.

https://unsplash.com/photos/iPdcTDrcC-w
Reading Time:

@way2themes