Maio 2018 - Perfeitamente Imperfeito

quarta-feira, 30 de maio de 2018

CAMPINAS [Lisboa, Portugal]
maio 30, 2018 3 Comments
O Campinas foi-me recomendado, sem qualquer exagero, durante todas as semanas dos últimos três meses. Uma das minhas colegas é uma fã assumida - e está determinada em converter toda a equipa. 

Como é difícil agradar a gregos e a troianos, principalmente numa equipa de vinte pessoas, só muito recentemente é que tive a oportunidade de visitar este espaço. 

Na Rua da Junqueira, em Alcântara, e ao lado da sua irmã low-cost, a Pastelaria Manital, vão encontrar um espaço tipicamente português, limpo e, quase sempre, bastante concorrido.

Eu e a minha colega - a tal fã assumida - decidimos fazer equipa e provar o Bife à Campinas. O Bife à Campinas é uma recomendado para duas pessoas e, como tal, era algo que ela ainda não tinha provado. Decidimos não perguntar nada sobre este prato e ir assim mesmo, na fé cega.

O problema foi quando a travessa chegou à mesa... O dito Bife à Campinas era não um, não dois, não três, mas sim quatro bifes! Em cima de duas belas fatias de pão frita! Com batatas fritas a montes. Arroz mais do que suficiente. E lascas de presunto e dois ovos estrelados a compor o arranjinho. 

Amigos, provavelmente já perceberam que eu sou uma espécie de caixote do lixo que come tudo o que há neste mundo - e em boas quantidades, devo acrescentar - mas este bife derrotou-me! Isto não é para duas pessoas. Poderia ser para duas vacas de raça Mertolenga, mas nunca para duas pessoas. Assim, na pura da loucura, talvez para três pessoas, desde que bem gordalhonas e caixotes do lixo como eu, mas nunca para duas pessoas!

No entanto somos mulheres de fibra e depressa nos refizemos do susto. Mas tenho que confessar que dois dos bifes foram colocados numa carcaça para comer ao lanche, e no prato ainda ficou pão frito, arroz e batatas. 

Se estão a pensar visitar o Campinas e pensam optar por este prato, o seu preço ronda os vinte e um euros - se a memória não me falha - mas não se esqueçam: dá confortavelmente para três pessoas!


Campinas Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Reading Time:

segunda-feira, 28 de maio de 2018

LIQUID [Lisboa, Portugal]
maio 28, 2018 4 Comments


Sabem aquelas manhãs em que só o simples facto de nos levantarmos da cama nos deixa exaustos e chegar ao fim do dia nos parece uma tarefa hercúlea?

Foi num desses dias, em que descia a Rua Nova do Almada, que me deparei com a Liquid. A loja ainda não estava aberta e, muito honestamente, pensei "Que se lixe! Volto noutro dia." No entanto, após meia dúzia de passos, desceu em mim toda uma sabedoria divina e decidi voltar para trás e esperar durante os escassos minutos que faltavam para a loja abrir. 


A experiência, confesso, não começou da melhor forma. A loja abriu depois da hora. A empregada não primava pela simpatia e, pelas palavras dela "ainda é cedo, olhe que não temos muita coisa." 

Okay… mas que culpa tenho eu disso? Se a abertura da loja está marcada para as 8:30 da manhã - e ainda abriu depois da hora - é suposto terem algo para servir, certo?

Respirei fundo e perguntei qual seria o sumo que poderia fazer com os ingredientes que tinha. Das duas opções disponíveis, escolhi o Robin dos Bosques em copo médio.



Enquanto o sumo era preparado foi observando a loja. O espaço é pequeno e um pouco escuro, mas está bem aproveitado e conta com dois pequenos espaços - em frente às janelas - para algum cliente que pretenda consumir os produtos na loja. A fruta já estava cortada e tinha um aspeto um pouco ressequido e os frutos vermelhos, infelizmente, eram congelados. 

Além dos sumos, podem encontrar smoothies e shots - saudáveis, seus bêbados, que isto não é a Queima das Fitas. E, para quem precise de algo mais substancial, existem também wraps, bowls e quiches que primam por ser opções diferentes, saudáveis e apetitosas. 

Desta vez fiquei-me pelo sumo mas, mesmo com um atendimento mais pobrezinho, fiquei curiosa para voltar e experimentar outras opções. 



Quando ao sumo, fiquei tão fã do Robin dos Bosques! Os frutos vermelhos, a laranja e a maçã juntaram-se numa harmonia genial para adoçar as minhas papilas gustativas e melhorar consideravelmente o meu dia. Só fiquei com pena de não ter pedido o copo grande…


Reading Time:

sábado, 19 de maio de 2018

quarta-feira, 16 de maio de 2018

YAY OR NAY?
maio 16, 2018 4 Comments
A missão era clara: encontrar as prendas de aniversário perfeitas para a bebé da casa. Sem distrações. Até porque, a bem da verdade, não estava a precisar de nada para mim. 

Entrei no Colombo determinada a cumprir a minha missão com sucesso e a não me desviar do meu objetivo. Estava tudo a correr muito bem. Demasiado bem, até. Até que vi estes ténis da Lefties. 

Completamente fora do meu estilo habitual, mas estes pequenos fizeram-me saltar uns batimentos cardíacos. 



https://www.lefties.com/pt/women/sapatos/sapatilhas/ténis-com-pompons-c1094524p500630151.html

E vocês, o que acham?
Reading Time:

terça-feira, 8 de maio de 2018

DE SEGUNDA A SEGUNDA
maio 08, 2018 3 Comments
O meu ritmo de vida é, por norma, um tanta ao quanto alucinante. Ou assim achava eu. As últimas semanas atingiram todo um novo nível de loucura e eu, confesso, começo a ressentir-me, física e psicologicamente. 

O meu trabalho está numa fase extremamente exigente e a instituição que dirijo está em processo de expansão, o que implica um aumento significativo nas horas de trabalho.

O curso de gestão aplicada às IPSS torna-se mais exigente a cada semana que passa e faz-me tremer só de pensar no trabalho final. 

O curso de fotografia continua parado - depois falo um pouco mais sobre isso - e o facto de só ter mais sete meses para concluir todos os módulo deixa-me completamente aterrorizada. 

E, para além de todas as tarefas e compromissos habituais, inscrevi-me em quatro formações pós-laborais. Ou seja, os dias que começam às cinco da manhã, só vão terminar por volta da meia-noite.

E, mesmo em frente ao meu computador, quase que vos consigo ouvir a pensar "Se já tinhas tanta coisa, porque te foste inscrever em mais!?" E eu só tenho uma resposta para vos dar: têm toda a razão!

A verdade é que não consigo resistir a uma oportunidade de investir mais em mim e na minha formação. E, para além do conteúdo das formações ser extremamente interessante e transversal às minhas variadas obrigações, o facto de ser completamente gratuito tornou a oportunidade ainda especial visto que é cada vez mais difícil encontrar formação de qualidade e gratuita, pelo menos na minha cidade. 

Por agora resta-me agilizar ainda mais a minha agenda e os meus compromissos, e continuar a trabalhar de segunda a segunda. Vamos ver até quando é que aguento este ritmo...

Reading Time:

quarta-feira, 2 de maio de 2018

AINDA NEM ACREDITO!
maio 02, 2018 7 Comments
Existem notícias que viram o nosso mundo ao contrário. Notícias boas, é certo, mas, ainda assim, deixaram a minha cabeça num turbilhão, o meu estômago cheio de borboletas e o meu coração - ainda mais - cheio de amor. 

Sabem aquelas amigas que são quase irmãs? Aquelas amigas que vos acompanharam pela maior parte da vossa vida? Aquelas amigas que vos conhecem melhor do que vocês próprias? Aquelas amigas que, mesmo longe, conseguem estar perto?

Eu tenho a sorte de ter uma amiga assim. Uma amiga a sério. Uma amiga - irmã. Uma amiga que faz parte da minha vida à tanto tempo que quase não me lembro da minha vida antes dela. 

A nossa amizade começou aos cinco anos. Quando eu era uma miúda chorona que não queria ir à escola e ela uma miúda tímida que pouco falava. A nossa amizade surgiu aos poucos. Sem pressões. E de forma tão natural que parecia destinada a acontecer. E foi crescendo. Sempre mais um bocadinho. E, até ao nosso décimo segundo ano, estivemos sempre na mesma turma. Lado a lado. Nos momentos bons. Nos momentos parvos. E nos momentos tristes. 

No final do décimo segundo ano, eu fiquei em Évora. Ela foi para Lisboa. Mas isso não nos afastou. Continuámos juntas. Sempre.

E eu, que não gosto de mostrar as minhas fragilidades, vejo-me obrigada a confessar. As lágrimas encheram-me os olhos quando, à dois meses, ela me deu a notícia. 

A bem da verdade, ela não me contou. Mas, como nos conhecemos tão bem, bastou ela dizer-me que precisava de me contar uma coisa pessoalmente, para eu dizer "Estás grávida!". 

E não é que está mesmo!? A minha melhor amiga está grávida! E eu - a sete meses de ser tia do pequerrucho mais lindo do mundo - estou tão emocionada que é impossível descrever. 

Sei que ela vai ser a melhor das mães... E eu vou estar lá. Como sempre estive. Como sempre estarei.



Reading Time:

@way2themes