Avançar para o conteúdo principal

SOS NATAL | 6 dicas para um Natal perfeito.


Espalha o espírito natalício - É hora de deixar de pensar em montar a árvore e passar a fase de, efetivamente, montar a árvore. Espalhem também umas decorações pela casa. Pode parecer tolice mas, assim que entrarem no espírito natalício, vão começar a ter vontade (ou pelo menos, um bocadinho mais de vontade) de tratar dos restantes assuntos.

Escolhe o espaço - Quem tem uma família grande entende perfeitamente a importância deste ponto. Devem fazer uma pequena reunião, e verificarem quem está disposto a ceder a sua casa - nada de imposições! Posteriormente, de modo a que todos estejam confortáveis, devem considerar o espaço que cada um tem disponível e o número de convidados. Se tiverem a família dispersa pelo país considerem também um local que seja relativamente acessível a todos.

Planeia a Ceia de Natal - E quem diz a ceia, diz o almoço e o jantar do dia de Natal. Para uma refeição de quatro pessoas é relativamente pacífico no entanto, quando o número de convidados começa aumentar as discussões começam a surgir. O primo é vegetariano, a tia só come vitela, o avô quer bacalhau com couves e o irmão não prescinde do peru. Nós temos usado uma técnica que, até à data se tem mostrado infalível: cada família leva uma entrada, um prato principal e uma sobremesa. E claro, dizemos o que vamos levar para não existirem repetições

Escolhe os presentes - Não é, nem por sombras, o mais importante mas, sejamos honestos, todos gostamos de receber um presente e de nos sentir valorizados. Façam uma lista com as pessoas que querem presentear, pensem nelas e nos seus gostos pessoais e estipulem um valor para cada presente. Se procurarem com antecedência acham coisas giras em conta e evitam o stress dos últimos dia.

Guarda tempo para ti - Uns precisam um bom banho de imersão e um creme hidratante perfumado. Outros, de um chá e um bom livro. Outros de uma ida ao cinema e pipocas. Seja o que for, guardem um dia, ou algumas horas, para fazerem algo que gostam e relaxar.

Façam algo pelos outros - Participem numa das variadas campanhas que decorrem durante esta época, ajudem uma associação da vossa zona ou até mesmo alguém que saibam que passa dificuldades. O mais pequeno gesto, faz toda a diferença.

Comentários

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Relacionamentos: É Amor ou Comodismo?

"O amor é a base de qualquer relacionamento." Existem algumas certezas que sempre me acompanharam durante o meu crescimento.  Uma delas, talvez uma daquelas em que acreditava com mais tenacidade, era que todos os relacionamentos se baseavam em amor. Depois cresci, não muito confesso. Continuo a manter uma certa ingenuidade e a guardar com carinho muitos dos meus sonhos de menina mas, inevitavelmente, a vida acontece, e o mundo que inicialmente era a preto e branco, começa a ganhar diversos tons de cinza. E, com muita tristeza minha, apercebi-me que a grande parte dos relacionamentos não tem por base o amor mas sim o comodismo. Quando ficamos por hábito, por não querer admitir que não resultou, por medo do desconhecido ou, simplesmente, porque não temos coragem de abrir o nosso coração ao desconhecido e tentar outra vez. Existem avisos, sempre, mesmo quando queremos negar ou preferimos não encarar a dura verdade.  Quando os gestos de carinho são inexistentes. Quando qualquer m

Mais de 1500.

Imagem de Deathtostock Mais de 1500 publicações, 1507 se quisermos levar a precisão ao extremo. Mais de 1500 opiniões, parvoíces, textos, frases, imagens e idiotices. Não posso dizer que estou surpreendida pelo número de publicações visto que, quando criei este blogue fi-lo com o objetivo de criar algo duradouro, algo que me acompanhasse, crescesse e evoluísse comigo. O que me surpreende são vocês. Vocês, que começaram a ler e gostaram. Vocês, que despendem de um pouco do vosso dia para apoiar, criticar ou dar a vossa opinião. Vocês, que continuam a voltar dia após dia mesmo quando as actualizações são raras. A todos vocês muito obrigado.

Decisões de Menina Crescida.

Tenho a oportunidade de me envolver numa empresa que me irá dar alguma estabilidade e, a longo prazo, uma carreira profissional sólida. No entanto é necessário realizar um investimento inicial que, neste caso, iria envolver todas as minhas economias.  A verdade é que tenho algum receio. O que para a maioria das pessoas envolvidas no negócio pode ser um valor insignificante, para mim abrange praticamente a totalidade do capital que tenho disponível e não consigo deixar de me sentir insegura e algo ansiosa. Detesto a sensação de ficar financeiramente desprotegida, ainda que por pouco tempo. Tenho que tomar uma decisão até dia 25 e espero decidir pelo melhor mas, muito honestamente, não faço a menor ideia do que devo fazer.