Avançar para o conteúdo principal

Fenómeno Social - O Álcool.

Existe algum tipo de força sobrenatural que leva as pessoas a aumentar o consumo de bebidas alcoólicas quando estão na presença de amigos. Tal facto é por demais evidente, especialmente para os homens. 

Já por diversas vezes vi pessoas que não querem beber a ceder à vontade alheia e a aceitar um copo - e mais outro, e mais outro, e mais outro - porque lhes era impingido e, mesmo quando começavam por negar e explicar que não queriam beber, acabam por não conseguir lidar com a pressão e aceitar.

É impressionante a pressão social que existe para a ingestão de bebidas alcoólicas, especialmente nos mais jovens, mas não exclusivamente. Actualmente tens de beber para "ser fixe" ou, se fores rapaz, tens de beber para "não seres maricas". 

O meu conselho? Sê "fatela". Sê "maricas". Ou bebe um copo, se quiseres. MAS SÓ SE QUISERES! Não deixes que ninguém tome decisões por ti. Se não consegues afirmar a tua posição perante a oferta de uma bebida, dificilmente o vais fazer sobre qualquer outra coisa na tua vida.

drink and luxury image 

Comentários

  1. É por isso que bebo quando quero e não quando os outros querem.

    ResponderEliminar
  2. Penso que isto depende um pouco do grupo de amigos, nós somos muito assim porque é extremamente chato ser o único sóbrio, e há muitas histórias que vieram de noites de copos, piadas e parvoíces, no entanto se alguém tiver a medicamentos ou a conduzir somos os primeiros a proibir a pessoa de beber... Depende do grupo de amigos...

    ResponderEliminar
  3. felizmente nunca senti pressão por parte dos meus amigos e tudo o que experimentei foi porque EU queria e tinhas curiosidade. Mas compreendo perfeitamente o que dizes porque já testemunhei várias situações onde as pessoas eram postas de parte por nao beberem ou fumarem, acho ridículo enfim
    beijinhos

    http://umacolherdearroz.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Peer pressure é lixada... E depois com o alcool as pessoas ficam mais desinibidas e acham que é a unica forma de se divertirem. O que é simplesmente estupido!

    ResponderEliminar
  5. Cada vez mais é notória esta "pressão" que referes, se bem que muitas vezes seja silenciosa. A partir do Secundário, tanto o álcool como o tabaco são vistos como "fixes", se os populares fazem, também vou fazer para me integrar. Absurdo. Já experimentei tabaco e bastou-me, é horrível. Quanto à bebida, tinha colegas na Universidade que quando se juntavam era uma palete de cervejas. Pessoalmente só consumia álcool quando saia com um grupo decente de amigos e sabendo que depois alguém me ia buscar. Ainda assim isto só acontecia umas duas vezes por ano, nada de chocante.

    Ricardo, The Ghostly Walker.

    ResponderEliminar
  6. Tens toda a razão. Eu n sou uma pessoa de beber à noite mas de vez em quando bebo.
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. E depois há aquelas pessoas que não param de dizer «oh, a sério não bebes? Anda lá, prova lá...» Odeio que me façam isso, se eu não quero então não bebo.

    ResponderEliminar
  8. Nunca consegui perceber isso. Beber não torna as pessoas mais 'fixes', bem pelo contrario, ninguém gosta de bêbados.

    ResponderEliminar
  9. Concordo absolutamente. As pessoas estão cada vez com menos personalidade, que mete dó. E beber mais um copo é fixe. Confesso que já cedi à pressão de pedir uma cerveja, mas tal como se fosse uma sobremesa, ou um café. Às vezes, apercebes-te por sugestão que te apetece...

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Relacionamentos: É Amor ou Comodismo?

"O amor é a base de qualquer relacionamento." Existem algumas certezas que sempre me acompanharam durante o meu crescimento.  Uma delas, talvez uma daquelas em que acreditava com mais tenacidade, era que todos os relacionamentos se baseavam em amor. Depois cresci, não muito confesso. Continuo a manter uma certa ingenuidade e a guardar com carinho muitos dos meus sonhos de menina mas, inevitavelmente, a vida acontece, e o mundo que inicialmente era a preto e branco, começa a ganhar diversos tons de cinza. E, com muita tristeza minha, apercebi-me que a grande parte dos relacionamentos não tem por base o amor mas sim o comodismo. Quando ficamos por hábito, por não querer admitir que não resultou, por medo do desconhecido ou, simplesmente, porque não temos coragem de abrir o nosso coração ao desconhecido e tentar outra vez. Existem avisos, sempre, mesmo quando queremos negar ou preferimos não encarar a dura verdade.  Quando os gestos de carinho são inexistentes. Quando qualquer m

Mais de 1500.

Imagem de Deathtostock Mais de 1500 publicações, 1507 se quisermos levar a precisão ao extremo. Mais de 1500 opiniões, parvoíces, textos, frases, imagens e idiotices. Não posso dizer que estou surpreendida pelo número de publicações visto que, quando criei este blogue fi-lo com o objetivo de criar algo duradouro, algo que me acompanhasse, crescesse e evoluísse comigo. O que me surpreende são vocês. Vocês, que começaram a ler e gostaram. Vocês, que despendem de um pouco do vosso dia para apoiar, criticar ou dar a vossa opinião. Vocês, que continuam a voltar dia após dia mesmo quando as actualizações são raras. A todos vocês muito obrigado.

Decisões de Menina Crescida.

Tenho a oportunidade de me envolver numa empresa que me irá dar alguma estabilidade e, a longo prazo, uma carreira profissional sólida. No entanto é necessário realizar um investimento inicial que, neste caso, iria envolver todas as minhas economias.  A verdade é que tenho algum receio. O que para a maioria das pessoas envolvidas no negócio pode ser um valor insignificante, para mim abrange praticamente a totalidade do capital que tenho disponível e não consigo deixar de me sentir insegura e algo ansiosa. Detesto a sensação de ficar financeiramente desprotegida, ainda que por pouco tempo. Tenho que tomar uma decisão até dia 25 e espero decidir pelo melhor mas, muito honestamente, não faço a menor ideia do que devo fazer.