Avançar para o conteúdo principal

A Verdadeira Vida Universitária.

Uma pessoa vai para a Universidade a pensar que finalmente vai descansar da trabalheira que teve durante o Secundário. Agora é só gente nova, festas, jantares e tempo livre. Basicamente todos acham que vão finalmente ter tempo para o living la vida loca

Lamento meus queridos. Tenho imensa pena mas infelizmente a vida não é um videoclipe do Ricky Martin. Uma chatice, portanto.
A verdade, aquele que todos escondem para vos atrair que nem carneirinhos para o matadouro, é que estão completamente lixados.
O problema da universidade não é entrar, já vi gente bem estúpida a passear por aqui, o problema vai ser sair de lá com o curso feito e alguma réstia de dignidade.

Uma aula de duas horas pode não dar em nada ou pode dar matéria para estudarem intensivamente durante o resto da semana. Um horário mais livre não significa tempo livre. Mas não se assustem, os vossos amigos, tanto os antigos como os novos, vão estar na mesma situação por isso podem sempre sofrer juntos.

Na realidade, só percebes que és realmente um estudante universitário quando sais da faculdade às 23h e mesmo assim vais para casa terminar os trabalhos que tens para entregar, porque sabes que não vais conseguir dormir enquanto não estiverem feitos. Vais ficar agarrado ao computador, quase subterrado de apontamentos, até às 4 da manhã. Dormes 3 horas porque simplesmente já não aguentas mais e às 7 da manhã estás a saltar da cama para ir novamente para a universidade.

Parabéns, és finalmente um estudante universitário!

Comentários

  1. Para quem pensa que é um mar de rosas está muito enganadinho...

    ResponderEliminar
  2. Eu adorei os meus tempos de universidade. Nunca fui a uma festa e nunca tive "vida de estudante", até porque continuei a viver em casa dos meus pais que fica a 1h de autocarro de Lisboa... Mas era louca pelas aulas e pelo que estava a aprender, quando não estava nas aulas estava na biblioteca :)

    ResponderEliminar
  3. Agora fiquei com um entusiasmo... eu ainda nem sei a que me candidatar

    ResponderEliminar
  4. Eu sou universitária e apesar de ter dias a sair às 24h, não tenho aulas antes das 10h30 e tenho imensos buracos no horário! Mas uma verdade é certa e sabida, o difícil não é entrar, é sair!

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Relacionamentos: É Amor ou Comodismo?

"O amor é a base de qualquer relacionamento." Existem algumas certezas que sempre me acompanharam durante o meu crescimento.  Uma delas, talvez uma daquelas em que acreditava com mais tenacidade, era que todos os relacionamentos se baseavam em amor. Depois cresci, não muito confesso. Continuo a manter uma certa ingenuidade e a guardar com carinho muitos dos meus sonhos de menina mas, inevitavelmente, a vida acontece, e o mundo que inicialmente era a preto e branco, começa a ganhar diversos tons de cinza. E, com muita tristeza minha, apercebi-me que a grande parte dos relacionamentos não tem por base o amor mas sim o comodismo. Quando ficamos por hábito, por não querer admitir que não resultou, por medo do desconhecido ou, simplesmente, porque não temos coragem de abrir o nosso coração ao desconhecido e tentar outra vez. Existem avisos, sempre, mesmo quando queremos negar ou preferimos não encarar a dura verdade.  Quando os gestos de carinho são inexistentes. Quando qualquer m

Mais de 1500.

Imagem de Deathtostock Mais de 1500 publicações, 1507 se quisermos levar a precisão ao extremo. Mais de 1500 opiniões, parvoíces, textos, frases, imagens e idiotices. Não posso dizer que estou surpreendida pelo número de publicações visto que, quando criei este blogue fi-lo com o objetivo de criar algo duradouro, algo que me acompanhasse, crescesse e evoluísse comigo. O que me surpreende são vocês. Vocês, que começaram a ler e gostaram. Vocês, que despendem de um pouco do vosso dia para apoiar, criticar ou dar a vossa opinião. Vocês, que continuam a voltar dia após dia mesmo quando as actualizações são raras. A todos vocês muito obrigado.

Decisões de Menina Crescida.

Tenho a oportunidade de me envolver numa empresa que me irá dar alguma estabilidade e, a longo prazo, uma carreira profissional sólida. No entanto é necessário realizar um investimento inicial que, neste caso, iria envolver todas as minhas economias.  A verdade é que tenho algum receio. O que para a maioria das pessoas envolvidas no negócio pode ser um valor insignificante, para mim abrange praticamente a totalidade do capital que tenho disponível e não consigo deixar de me sentir insegura e algo ansiosa. Detesto a sensação de ficar financeiramente desprotegida, ainda que por pouco tempo. Tenho que tomar uma decisão até dia 25 e espero decidir pelo melhor mas, muito honestamente, não faço a menor ideia do que devo fazer.