Avançar para o conteúdo principal

Brincar aos críticos literários | A Rapariga de Auschwitz

Basta clicarem na imagem para terem acesso a um PDF com os três primeiros capítulos do livro.

A Rapariga de Auschwitz é muito mais do que uma história de uma sobrevivente ao Holocausto. É um relato pessoal das suas dificuldades não só na sobrevivência durante a Guerra mas também nas grandes lutas pessoais que surgiram antes e depois. 

No meio de tanta desgraça Eva teve a sorte de permanecer toda a vida com a sua mãe e enfrentar com ela todos os problemas que surgiram. Após o fim da Guerra Eva e Fritzi - a mãe de Eva - procuram desesperadamente o pai e irmão de Eva de quem tinham sido separadas. Eva está longe de imaginar as notícias que a esperam e ainda mais longe está o casamente da sua mãe com Otto, o pai de Anne Frank, uma das suas amigas de infância.

Eva foi muitas vezes acusada de estar a aproveitar-se da sua ténue ligação a Anne Frank para promover o livro coisa de que discordo absolutamente. O relato de Eva é o relato de uma sobrevivente, de quem tem algo a dizer mas, acima de tudo, de quem quer garantir que a história não se repete. Ao abordar também o período pré e pós Guerra Eva mostra muito mais do que a realidade que conhecemos. Eva mostra a angústia e as dificuldades em sobreviver mesmo antes dos campos de concentração, a luta entre a felicidade por saber que o pesadelo acabou e a tristeza e o desespero por ter perdido quase tudo.
Como é que se vive depois de viver um pesadelo assim? Nem imagino, mas Eva conseguiu, ou pelo menos fê-lo da melhor maneira que conseguiu.

Comentários

  1. Este tipo de temáticas sempre me suscitou interesse e curiosidade. Acho que todos temos um pouco de necessidade de perceber melhor como é que aqueles tempos eram vividos por isso é um livro que considero ler mesmo.

    r: é bom aprender a defender-me de pessoas maiores que eu porque numa situação real 99% dos atacantes serão maiores que eu porém, ali não era a minha defesa que estava a falhar, ele é que não conseguia fazer o exercício bem porque eu era demasiado pequena para fazer de atacante dele xD

    ResponderEliminar
  2. Deve ser fantástico. Eu adorei o Diário de Anne Frank. Vou adorar este de certeza.

    ResponderEliminar
  3. Eu gostei muito de ler o diário de Anne Frank e vou pôr este na lista porque me parece muito interessante. Obrigada pela sugestão!

    beijinhos
    http://pretty-little-stories.blogspot.com

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Relacionamentos: É Amor ou Comodismo?

"O amor é a base de qualquer relacionamento."
Existem algumas certezas que sempre me acompanharam durante o meu crescimento. 
Uma delas, talvez uma daquelas em que acreditava com mais tenacidade, era que todos os relacionamentos se baseavam em amor.
Depois cresci, não muito confesso. Continuo a manter uma certa ingenuidade e a guardar com carinho muitos dos meus sonhos de menina mas, inevitavelmente, a vida acontece, e o mundo que inicialmente era a preto e branco, começa a ganhar diversos tons de cinza.
E, com muita tristeza minha, apercebi-me que a grande parte dos relacionamentos não tem por base o amor mas sim o comodismo. Quando ficamos por hábito, por não querer admitir que não resultou, por medo do desconhecido ou, simplesmente, porque não temos coragem de abrir o nosso coração ao desconhecido e tentar outra vez.
Existem avisos, sempre, mesmo quando queremos negar ou preferimos não encarar a dura verdade. Quando os gestos de carinho são inexistentes. Quando qualquer moment…

Mais de 1500.

Imagem de Deathtostock
Mais de 1500 publicações, 1507 se quisermos levar a precisão ao extremo. Mais de 1500 opiniões, parvoíces, textos, frases, imagens e idiotices.
Não posso dizer que estou surpreendida pelo número de publicações visto que, quando criei este blogue fi-lo com o objetivo de criar algo duradouro, algo que me acompanhasse, crescesse e evoluísse comigo. O que me surpreende são vocês. Vocês, que começaram a ler e gostaram. Vocês, que despendem de um pouco do vosso dia para apoiar, criticar ou dar a vossa opinião. Vocês, que continuam a voltar dia após dia mesmo quando as actualizações são raras. A todos vocês muito obrigado.

Decisões de Menina Crescida.

Tenho a oportunidade de me envolver numa empresa que me irá dar alguma estabilidade e, a longo prazo, uma carreira profissional sólida. No entanto é necessário realizar um investimento inicial que, neste caso, iria envolver todas as minhas economias. 
A verdade é que tenho algum receio. O que para a maioria das pessoas envolvidas no negócio pode ser um valor insignificante, para mim abrange praticamente a totalidade do capital que tenho disponível e não consigo deixar de me sentir insegura e algo ansiosa. Detesto a sensação de ficar financeiramente desprotegida, ainda que por pouco tempo.
Tenho que tomar uma decisão até dia 25 e espero decidir pelo melhor mas, muito honestamente, não faço a menor ideia do que devo fazer.