Avançar para o conteúdo principal

Estágio.

Hoje, pela primeira vez, deparei-me com uma situação bastante desagradável no estágio. 

Durante esta semana a nossa intervenção vai ser feita na acção de matrículas da Universidade. O nosso principal objectivo é criar contas e cartões de estudante para os novos alunos, sem qualquer custo, e fazer o processamento dos dados,

Como somos 13 estagiários, decidimos fazer uma fila e quando chega um aluno o primeiro estagiário recebe-o, o segundo passa para o seu lugar e assim sucessivamente. Desta forma todos tem sensivelmente as mesmas oportunidades de abrir (ou não) as contas dos novos alunos. Tudo funcionou muito bem excepto com um elemento. A rapariga sempre que atendia um aluno, em vez de se dirigir ao fim da fila e esperar pela sua vez para receber o próximo, como faziam todos os estagiários, dirigia-se ao início e para ficar com o próximo aluno a chegar. Claro que no final do dia, enquanto todos os estagiários tinham aberto um número semelhante de contas, a menina tinha mais umas dez do que todos os outros. 

Fiquei um bocado revoltada e não me parece justo. É verdade que o número de contas abertas é um dos aspectos da avaliação mas não se deve esquecer o respeito. Até pode ter nota máxima nesse parâmetro mas só se vai tornar uma profissional egocêntrica com quem ninguém quererá trabalhar. Enganou-me bem.

Job | via Tumblr

Comentários

  1. As pessoas enganam bem! E sim, o respeito é tudo e essencial

    ResponderEliminar
  2. É impressionante como sempre existe alguém que se acha mais que os outros.

    ResponderEliminar
  3. Nomeei-te para uma tag, mas só a vou publicar amanhã!
    Beijihnos!!

    ResponderEliminar
  4. Pois é... Às vezes, temos este tipo de surpresas.... Desagradáveis.

    Há pessoas extremamente egoístas no mercado de trabalho.

    ResponderEliminar
  5. De resto está tudo a correr bem? E o insanity? ;)

    ResponderEliminar
  6. Oh querida, isto acontece em todos os ramos, em todos os estágios...há sempre os xicos espertos, os graxistas, os alpinistas...aqueles que são capazes de qualquer coisa para superar os outros de forma suja. Se fosse comigo, confrontava-a...tenho horror a gente assim.
    R: Desculpa mas sem querer apaguei o teu comentário da tarte de maçã, ia carregar no publicar mas a imagem mexeu no tlm e carreguei no eliminar. Sorry! Beijinho.

    http://thelusofrenchie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Que mau carácter... Essas pessoas que pensam que são mais espertas que os outros irritam-me imenso :\

    ResponderEliminar
  8. R: o tempo vai passando e aquela dor que aperta e sufoca, vai dando lugar à saudade, uma saudade mais saudável se assim quisermos chamar, e então torna se mais fácil falar. Cada pessoa tem o seu tempo, o seu luto... Não temos de apressar as coisas, temos sim de saber respeitar a dor dos outros e a forma como a enfrenta. Sou apologista que se deve deitar tudo cá para fora, é mais fácil, mas não hora as coisas não são bem assim.... Por isso entendo e aceito essa tua maneira de lidar com a perda da tua avó e foste, e és, muito forte! Digo te isto com sinceridade.

    ResponderEliminar
  9. só vence o mais forte
    será sempre assim
    infelizmente

    annydajuba.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  10. Infelizmente há gente dessa em todos os trabalhos :x
    Força *

    ResponderEliminar
  11. Infelizmente há injustiças e esta foi uma pequena, :(. Mas há ainda muita coisa para acontecer e coisas boas, muito boas, :)
    Eu não sei se te enganou porque há uma frase / ditado que tenho sempre presente que diz o último a rir, ri melhor.

    Muita calma, tenho a certeza que vais continuar a dar o teu melhor e as surpresas irão aparecer e para melhor.

    beijinhos e boa semana.

    PS: Ainda não tenho palavras para o post da tua querida avó mas não me esqueci, este assunto mexe muito comigo, desculpa.

    ResponderEliminar
  12. infelizmente respeito e trabalho de equipa parece ser cada vez mais algo que se tem ou não, em vez de algo que se incute e aprende... =(

    xoxo

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Mais de 1500.

Imagem de Deathtostock
Mais de 1500 publicações, 1507 se quisermos levar a precisão ao extremo. Mais de 1500 opiniões, parvoíces, textos, frases, imagens e idiotices.
Não posso dizer que estou surpreendida pelo número de publicações visto que, quando criei este blogue fi-lo com o objetivo de criar algo duradouro, algo que me acompanhasse, crescesse e evoluísse comigo. O que me surpreende são vocês. Vocês, que começaram a ler e gostaram. Vocês, que despendem de um pouco do vosso dia para apoiar, criticar ou dar a vossa opinião. Vocês, que continuam a voltar dia após dia mesmo quando as actualizações são raras. A todos vocês muito obrigado.

Relacionamentos: É Amor ou Comodismo?

"O amor é a base de qualquer relacionamento."
Existem algumas certezas que sempre me acompanharam durante o meu crescimento. 
Uma delas, talvez uma daquelas em que acreditava com mais tenacidade, era que todos os relacionamentos se baseavam em amor.
Depois cresci, não muito confesso. Continuo a manter uma certa ingenuidade e a guardar com carinho muitos dos meus sonhos de menina mas, inevitavelmente, a vida acontece, e o mundo que inicialmente era a preto e branco, começa a ganhar diversos tons de cinza.
E, com muita tristeza minha, apercebi-me que a grande parte dos relacionamentos não tem por base o amor mas sim o comodismo. Quando ficamos por hábito, por não querer admitir que não resultou, por medo do desconhecido ou, simplesmente, porque não temos coragem de abrir o nosso coração ao desconhecido e tentar outra vez.
Existem avisos, sempre, mesmo quando queremos negar ou preferimos não encarar a dura verdade. Quando os gestos de carinho são inexistentes. Quando qualquer moment…

Decisões de Menina Crescida.

Tenho a oportunidade de me envolver numa empresa que me irá dar alguma estabilidade e, a longo prazo, uma carreira profissional sólida. No entanto é necessário realizar um investimento inicial que, neste caso, iria envolver todas as minhas economias. 
A verdade é que tenho algum receio. O que para a maioria das pessoas envolvidas no negócio pode ser um valor insignificante, para mim abrange praticamente a totalidade do capital que tenho disponível e não consigo deixar de me sentir insegura e algo ansiosa. Detesto a sensação de ficar financeiramente desprotegida, ainda que por pouco tempo.
Tenho que tomar uma decisão até dia 25 e espero decidir pelo melhor mas, muito honestamente, não faço a menor ideia do que devo fazer.