Avançar para o conteúdo principal

#STAYHOME || 5 Coisas a Fazer Durante a Quarentena

Fotografia por @PlushDesignStudio e design por mim em @canva

Faço parte do grupo de pessoas que, felizmente ou infelizmente, tem de continuar a trabalhar e não tem o direito a estar protegido, em casa, com a sua família. Ou melhor, ter tenho. Ninguém me obriga a trabalhar. A questão é que já me habituei a ter um teto sobre a cabeça, água e luz, e comida na mesa, portanto é melhor continuar.

Nunca tive problemas em distrair-me ou ter o que fazer na minha própria casa. Mas também nunca estive lá por obrigação. Foi sempre uma escolha. Compreendo que a realidade atual possa não ser o desejável, no entanto acredito que é sempre possível tirar algo de positivo de uma situação desagradável.

Como tal, deixo-vos cinco sugestões de coisas para fazerem durante esta quarentena que, espero eu, possam melhorar um pouco os vossos dias. 

  • Experimentar uma nova receita - Já percebemos que todo o país é excelente a fazer pão. Obrigado, Filipa Gomes. No entanto existe todo um mundo de receitas para experimentar. Lembram-se daquelas receitas que gravam sempre para fazerem um dia destes e que nunca chegam a ser feitas? Bem, talvez agora seja a altura certa. Vejam o que têm em casa e, consoante os ingredientes, experimentem uma nova receita.
  • Fazer formação online - Podem estar fechados em casa mas a vossa vida, e o vosso desenvolvimento pessoal, só param se vocês assim o entenderem. Skillshare disponibiliza vários cursos online, nas mais diversas áreas, e têm acesso a dois meses gratuitos para puderem fazer os cursos que quiserem.
  • Aprender uma nova língua - Querem melhorar o vosso inglês para alargarem os vossos horizontes profissionais? Querem aprender francês para fazerem um brilharete na próxima reunião de família com os vossos familiares emigrantes? Querem aprender italiano apenas porque sim? Força! Existem diversas aplicações que vos facilitam esse processo de aprendizagem. Algumas delas são: duolingo, busuu e babbel.
  • Ler um livro - Para uma leitora ávida como eu, é sempre uma boa sugestão. Lembram-se daquele livro que compraram mas que ainda nunca leram? É a altura ideal para começar.2
  • Ver um filme - A Netflix oferece 30 dias gratuitos. São 30 dias para explorarem todos os filmes e séries que conseguirem. E, acreditem, opções não faltam. 
Se tiverem algumas sugestões, sintam-se à vontade para partilhar.






Comentários

  1. It is important to stay home and protect each other :-)

    ResponderEliminar
  2. Sinto que o segredo é mesmo invertermos a situação, observando-a de um modo mais positivo. Claro que estarmos em casa obrigados não é agradável, por muito que adoremos o conceito, mas se, em vez de pensarmos assim, pensarmos naquilo que podemos aproveitar para fazer [e que não podemos noutras alturas] acaba por ser mais benéfico.
    Ótimas sugestões :)

    ResponderEliminar
  3. São ótimas sugestões e dicas, mas quando já estás em casa há um mês, começas a ficar sem ideias e essas coisas passam a ser rotina e perdem a piada que tinham quando não tinhas tempo para elas.

    ResponderEliminar
  4. Há sempre muita coisa que podemos fazer! Eu tenho estado sempre ocupada.

    Isabel Sá  
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  5. Adorei suas dicas. E tenho feito elas.
    Uma das coisas que preciso me organizar melhor é para aprender uma nova língua.
    Mas está nos meus planos.

    Ah, fui lá no seu canal ouvir as histórias que você conta.

    Amei.

    Abraço.

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Relacionamentos: É Amor ou Comodismo?

"O amor é a base de qualquer relacionamento."
Existem algumas certezas que sempre me acompanharam durante o meu crescimento. 
Uma delas, talvez uma daquelas em que acreditava com mais tenacidade, era que todos os relacionamentos se baseavam em amor.
Depois cresci, não muito confesso. Continuo a manter uma certa ingenuidade e a guardar com carinho muitos dos meus sonhos de menina mas, inevitavelmente, a vida acontece, e o mundo que inicialmente era a preto e branco, começa a ganhar diversos tons de cinza.
E, com muita tristeza minha, apercebi-me que a grande parte dos relacionamentos não tem por base o amor mas sim o comodismo. Quando ficamos por hábito, por não querer admitir que não resultou, por medo do desconhecido ou, simplesmente, porque não temos coragem de abrir o nosso coração ao desconhecido e tentar outra vez.
Existem avisos, sempre, mesmo quando queremos negar ou preferimos não encarar a dura verdade. Quando os gestos de carinho são inexistentes. Quando qualquer moment…

Mais de 1500.

Imagem de Deathtostock
Mais de 1500 publicações, 1507 se quisermos levar a precisão ao extremo. Mais de 1500 opiniões, parvoíces, textos, frases, imagens e idiotices.
Não posso dizer que estou surpreendida pelo número de publicações visto que, quando criei este blogue fi-lo com o objetivo de criar algo duradouro, algo que me acompanhasse, crescesse e evoluísse comigo. O que me surpreende são vocês. Vocês, que começaram a ler e gostaram. Vocês, que despendem de um pouco do vosso dia para apoiar, criticar ou dar a vossa opinião. Vocês, que continuam a voltar dia após dia mesmo quando as actualizações são raras. A todos vocês muito obrigado.

Decisões de Menina Crescida.

Tenho a oportunidade de me envolver numa empresa que me irá dar alguma estabilidade e, a longo prazo, uma carreira profissional sólida. No entanto é necessário realizar um investimento inicial que, neste caso, iria envolver todas as minhas economias. 
A verdade é que tenho algum receio. O que para a maioria das pessoas envolvidas no negócio pode ser um valor insignificante, para mim abrange praticamente a totalidade do capital que tenho disponível e não consigo deixar de me sentir insegura e algo ansiosa. Detesto a sensação de ficar financeiramente desprotegida, ainda que por pouco tempo.
Tenho que tomar uma decisão até dia 25 e espero decidir pelo melhor mas, muito honestamente, não faço a menor ideia do que devo fazer.