Avançar para o conteúdo principal

Três Semanas Com o Meu Irmão

Não gosto de Nicholas Sparks. Pronto, já disse. Tragam as enxadas, as forquilhas e os camponeses enraivecidos. Mas, se me permitem, tenho a dizer que a culpa não é minha. A verdade é que me atraíram para Nicholas Sparks de uma forma ardilosa. "Se gosta de Nora Roberts vai adorar Nicholas Sparks." Claro que a minha cabecinha de engenheira começou logo a magicar: ora então se eu adoro Nora Roberts, vou amar Nicholas Sparks. Perfeitamente lógico… e irrealista. Fui à biblioteca, voltei para casa e refastelei-me com o meu novo livro para o que - pensava eu - iria ser uma longa noite de prazer literário. Enganei-me redondamente. Passado algum tempo estava a bocejar e foi a muito custo que o terminei. Não foi a melhor escolha - de todo - visto que nem me recordo do nome da obra, mas envolvia cartas, um amor antigo e um final de triste. E sim, eu sei, isso não reduz as possibilidades.
  
Três Semanas Com o Meu Irmão foi-me recomendado por uma amiga com tanta emoção que nem tive coragem para dizer que não gostava dos livros de Nicholas Sparks. E, depois de olharmos um para o outros com ar desconfiado durante vários dias, resolvi deitar-lhe a mão. E ainda bem que o fiz.
 
 Três Semanas Com o Meu Irmão relata uma viagem que os irmãos Sparks - Nicholas e Micah - fizeram à volta do mundo e entrelaça esses momentos com a vida passada do autor. Três Semanas Com o Meu Irmão veio confirmar algo que eu já desconfiava: para escrever assim, Nicholas Sparks teve que passar por muito na vida. Coisas que eu não desejaria a ninguém mas, muito provavelmente, o tornaram no autor que é hoje. Se poderia ter sido de outra forma? Talvez, mas foi assim que aconteceu e talvez este seja o primeiro livro a ler, quando se inicia a saga Nicholas Sparks.
 
Quanto a mim, ainda não estou convertida, mas estou suficientemente convencida para dar uma oportunidade a uma outra obra do autor.

Alguma recomendação?
 
Wook.pt - Três Semanas Com o Meu Irmão

Comentários

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Mais de 1500.

Imagem de Deathtostock
Mais de 1500 publicações, 1507 se quisermos levar a precisão ao extremo. Mais de 1500 opiniões, parvoíces, textos, frases, imagens e idiotices.
Não posso dizer que estou surpreendida pelo número de publicações visto que, quando criei este blogue fi-lo com o objetivo de criar algo duradouro, algo que me acompanhasse, crescesse e evoluísse comigo. O que me surpreende são vocês. Vocês, que começaram a ler e gostaram. Vocês, que despendem de um pouco do vosso dia para apoiar, criticar ou dar a vossa opinião. Vocês, que continuam a voltar dia após dia mesmo quando as actualizações são raras. A todos vocês muito obrigado.

Relacionamentos: É Amor ou Comodismo?

"O amor é a base de qualquer relacionamento."
Existem algumas certezas que sempre me acompanharam durante o meu crescimento. 
Uma delas, talvez uma daquelas em que acreditava com mais tenacidade, era que todos os relacionamentos se baseavam em amor.
Depois cresci, não muito confesso. Continuo a manter uma certa ingenuidade e a guardar com carinho muitos dos meus sonhos de menina mas, inevitavelmente, a vida acontece, e o mundo que inicialmente era a preto e branco, começa a ganhar diversos tons de cinza.
E, com muita tristeza minha, apercebi-me que a grande parte dos relacionamentos não tem por base o amor mas sim o comodismo. Quando ficamos por hábito, por não querer admitir que não resultou, por medo do desconhecido ou, simplesmente, porque não temos coragem de abrir o nosso coração ao desconhecido e tentar outra vez.
Existem avisos, sempre, mesmo quando queremos negar ou preferimos não encarar a dura verdade. Quando os gestos de carinho são inexistentes. Quando qualquer moment…

Pensa Rápido #1

Se pudesses viajar para qualquer lugar do mundo, que lugar escolherias?
A minha resposta está na imagem!