Avançar para o conteúdo principal

24/7



As últimas semanas têm sido de loucos e os últimos dois meses trouxeram tantos desafios e conquistas que tenho a sensação que passou um ano inteiro.
 
No final de fevereiro fui destacada para uma nova cidade e essa mudança obrigou-me a sair da minha casa e a abdicar da companhia diária da minha mãe e dos meus irmãos. Em menos de uma semana recebi a notícia que iria ter que me mudar, procurei casa, encontrei um quarto que me agradou, fiz as malas e comecei a trabalhar com uma nova equipa.
 
Março chegou e trouxe uma nova conquista profissional mas isso implicou muito estudo e preparação para uma certificação que, felizmente, foi bem sucedida. O feedback que tive deixou-me encantada pelo facto de todo o esforço, horas e dedicação terem sido reconhecidos.
 
Entre tantas mudanças na minha vida profissional seria interessante que a minha vida pessoal tivesse estado mais calma, para equilibrar a balança Teria sido interessante, de facto, mas a verdade é que foi tudo menos calma.
 
Para além dos desafios profissionais, a minha pós-graduação estava na reta final e foi altura de entregar e defender o trabalho final do curso. Correu bem, mas poderia ter corrido melhor. No entanto terminei com a sensação de dever cumprido e uma grande satisfação por mais uma conquista.
 
No meio de toda esta loucura continuo com o meu trabalho de voluntariado, uma instituição para gerir, uma equipa para apoiar e crianças que precisam tanto de mim quanto eu preciso delas.
 
A par de tudo isso continuo a tentar multiplicar as horas do fim de semana. Tanto pela quantidade de trabalho que tenho para fazer mas, principalmente, para tentar aproveitar cada segundo com as pessoas que mais amo.
 
Estas últimas semanas testaram-me praticamente até ao limite e nunca pensei vencer em todas as frentes de batalhas, mas venci. Mais uma vez a vida mostrou-me que com a determinação e organização adequada conseguimos fazer o impensável e ultrapassar o nosso maior adversário: nós próprios.
 
Não vou ser hipócrita: deixei coisas pendentes e, neste caso, o blogue e os meus hobbies acabaram por ser um pouco sacrificados. Mas valeu a pena! Agora a continuar a lutar, seguir em frente e tentar agilizar ainda mais a minha agenda para conseguir dedicar-me ao blogue e a todos os pequenos projetos que tenho em mente.
 
E vocês, como estão?
 

Comentários

  1. Há sempre coisas que, inevitavelmente, ficam para segundo plano, por maior que seja a nossa organização e gestão. Mas fico mesmo feliz por todas as tuas conquistas. Mereces :D

    ResponderEliminar
  2. Ainda bem que a ausência se deve a coisas boas e mudanças positivas na tua vida :)

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Relacionamentos: É Amor ou Comodismo?

"O amor é a base de qualquer relacionamento."
Existem algumas certezas que sempre me acompanharam durante o meu crescimento. 
Uma delas, talvez uma daquelas em que acreditava com mais tenacidade, era que todos os relacionamentos se baseavam em amor.
Depois cresci, não muito confesso. Continuo a manter uma certa ingenuidade e a guardar com carinho muitos dos meus sonhos de menina mas, inevitavelmente, a vida acontece, e o mundo que inicialmente era a preto e branco, começa a ganhar diversos tons de cinza.
E, com muita tristeza minha, apercebi-me que a grande parte dos relacionamentos não tem por base o amor mas sim o comodismo. Quando ficamos por hábito, por não querer admitir que não resultou, por medo do desconhecido ou, simplesmente, porque não temos coragem de abrir o nosso coração ao desconhecido e tentar outra vez.
Existem avisos, sempre, mesmo quando queremos negar ou preferimos não encarar a dura verdade. Quando os gestos de carinho são inexistentes. Quando qualquer moment…

Mais de 1500.

Imagem de Deathtostock
Mais de 1500 publicações, 1507 se quisermos levar a precisão ao extremo. Mais de 1500 opiniões, parvoíces, textos, frases, imagens e idiotices.
Não posso dizer que estou surpreendida pelo número de publicações visto que, quando criei este blogue fi-lo com o objetivo de criar algo duradouro, algo que me acompanhasse, crescesse e evoluísse comigo. O que me surpreende são vocês. Vocês, que começaram a ler e gostaram. Vocês, que despendem de um pouco do vosso dia para apoiar, criticar ou dar a vossa opinião. Vocês, que continuam a voltar dia após dia mesmo quando as actualizações são raras. A todos vocês muito obrigado.

Decisões de Menina Crescida.

Tenho a oportunidade de me envolver numa empresa que me irá dar alguma estabilidade e, a longo prazo, uma carreira profissional sólida. No entanto é necessário realizar um investimento inicial que, neste caso, iria envolver todas as minhas economias. 
A verdade é que tenho algum receio. O que para a maioria das pessoas envolvidas no negócio pode ser um valor insignificante, para mim abrange praticamente a totalidade do capital que tenho disponível e não consigo deixar de me sentir insegura e algo ansiosa. Detesto a sensação de ficar financeiramente desprotegida, ainda que por pouco tempo.
Tenho que tomar uma decisão até dia 25 e espero decidir pelo melhor mas, muito honestamente, não faço a menor ideia do que devo fazer.