Avançar para o conteúdo principal

SOBRE AS SEGUNDAS-FEIRAS

Durante algum tempo - demasiado tempo, na minha opinião - odiei as segundas-feiras. Mas, sejamos honestos, quando somos adolescentes odiamos muita coisa e temos muitas certezas.

Hoje, no auge da sabedoria concedida pelos meus gloriosos vinte e seis anos, gosto das segundas-feiras. Atenção: eu disse que gosto, não que morro de amores. 

A verdade é que com o passar do tempo tenho apostado cada vez mais na minha evolução, principalmente a nível pessoal. E isso significa mudar a minha postura e a forma como encaro certos assuntos e situações.

Tal como certamente acontece com todos vocês, quando mais "crescidos" vamos ficando, maior é a quantidade de responsabilidades e tarefas que temos a nosso cargo. A energia, que antes parecia inesgotável, agora tem que ser inteligentemente aplicada.

Com vista a melhorar a minha vida - e manter a minha sanidade -, estou a evitar preocupar-me com assuntos que não dependem de mim e das minhas atitudes. Para quê odiar as segundas-feiras se, ao início de cada semana elas vão estar sempre ali? É quase tão ridículo como odiares o teu irmão. Se vais ter que levar com eles - seja o teu irmão ou sejam as segundas-feiras - mas vale que se tornem algo positivo na tua vida.

A sua existência - das segundas-feiras, não dos irmãos -  não é algo que esteja sob o meu controlo, no entanto tenho duas escolhas: posso passar todas as segundas-feiras de trombas, a pensar no fim de semana que ainda tarda em chegar, ou posso abraçar cada segunda-feira como uma nova oportunidade de ser feliz e de caminhar, um pouco mais, em direção aos meus objetivos. 

Eu escolho a segunda opção. Não é algo fácil, ou natural, afinal, todos temos dias menos bons e seria uma idiotice tentar esconde-los. Mas é algo que tento fazer. Todos os dias.

E vocês, como encaram as segundas-feiras?



Comentários

  1. Não adoro a segunda-feira, de todo, mas também já gostei menos. Acho que é um novo começo, um novo capítulo, e devemos sempre tentar dar o nosso melhor :)

    ResponderEliminar
  2. Olá.
    Entre as opções eu também prefiro a segunda.
    Segunda eu nunca gostei muito porque é quando "começa tudo de novo"
    Mas a um tempo, eu aprendi a olhar as segundas de maneiras diferentes, como um forma de recomeçar.

    Bejos!
    https://sentimentos-de--uma-garota--bipolar.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  3. eu não tenho nada contra nenhum dia da semana, mas as segundas feiras são o dia da semana em que não acontece nada porque antes foi dia de pausa =P

    http://tehteh25.blogspot.com

    xoxo

    ResponderEliminar
  4. Já há uns bons anos que fiz as pazes com a segunda-feira e agora até gosto dela. Gosto sim, dá-me e sinto uma energia diferente neste dia!

    ResponderEliminar
  5. Sempre gostei bastante das segundas-feiras, porque encaro-as como um recomeço, mais uma oportunidade de abraçar os projetos que temos ao nosso encargo

    r: Da experiência que vou tendo, não sinto que o plano interfira com a espontaneidade. Isso dependerá sempre da gestão que fizermos :)

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Mais de 1500.

Imagem de Deathtostock
Mais de 1500 publicações, 1507 se quisermos levar a precisão ao extremo. Mais de 1500 opiniões, parvoíces, textos, frases, imagens e idiotices.
Não posso dizer que estou surpreendida pelo número de publicações visto que, quando criei este blogue fi-lo com o objetivo de criar algo duradouro, algo que me acompanhasse, crescesse e evoluísse comigo. O que me surpreende são vocês. Vocês, que começaram a ler e gostaram. Vocês, que despendem de um pouco do vosso dia para apoiar, criticar ou dar a vossa opinião. Vocês, que continuam a voltar dia após dia mesmo quando as actualizações são raras. A todos vocês muito obrigado.

Relacionamentos: É Amor ou Comodismo?

"O amor é a base de qualquer relacionamento."
Existem algumas certezas que sempre me acompanharam durante o meu crescimento. 
Uma delas, talvez uma daquelas em que acreditava com mais tenacidade, era que todos os relacionamentos se baseavam em amor.
Depois cresci, não muito confesso. Continuo a manter uma certa ingenuidade e a guardar com carinho muitos dos meus sonhos de menina mas, inevitavelmente, a vida acontece, e o mundo que inicialmente era a preto e branco, começa a ganhar diversos tons de cinza.
E, com muita tristeza minha, apercebi-me que a grande parte dos relacionamentos não tem por base o amor mas sim o comodismo. Quando ficamos por hábito, por não querer admitir que não resultou, por medo do desconhecido ou, simplesmente, porque não temos coragem de abrir o nosso coração ao desconhecido e tentar outra vez.
Existem avisos, sempre, mesmo quando queremos negar ou preferimos não encarar a dura verdade. Quando os gestos de carinho são inexistentes. Quando qualquer moment…

Pensa Rápido #1

Se pudesses viajar para qualquer lugar do mundo, que lugar escolherias?
A minha resposta está na imagem!