Junho 2018 - Perfeitamente Imperfeito

sábado, 30 de junho de 2018

A CAMINHO DA TAÇA
junho 30, 2018 4 Comments
Sou aquele tipo de portuguesa irritante que acha SEMPRE que vamos ganhar o título. Podemos andar a jogar menos bem - ou até mesmo mal e porcamente - mas, até ao último minuto eu acredito sempre. 

Não quero agoirar a coisa mas, muito honestamente, já me imagino a levantar a minha taça imaginária de Campeã do Mundo. E já arranjei lugar para a colocar na minha estante imaginária, junto à minha taça imaginária de Campeã da Europa.

E, vocês, acreditam até ao último minuto ou são dos que acham que vamos sempre perder?

Foto de John Snow.
Reading Time:

quinta-feira, 28 de junho de 2018

SOBRE A TRAIÇÃO
junho 28, 2018 4 Comments
Picture by Sebastian Pociecha

Não existem piores facadas do que as que são dadas pelas pessoas que tentaste ajudar. 






Reading Time:

quarta-feira, 27 de junho de 2018

O QUE É MUNDIAL É BOM #2
junho 27, 2018 3 Comments
Depois de vos brindar com o Melhor do Mundo, o Deus do Futebol e o Amor do Meu Coração - também conhecido por Cristiano Ronaldo ou Cri-Cri, para os amigos íntimos - a fasquia ficou elevada. Afinal, quem pode superar o melhor do Mundo? Ninguém, como é óbvio! 

Calma, meninas e meninos! Muita calma. Isto não é uma competição. É apenas um momento de partilha e troca de informações entre amigos. 

E hoje, as informações são britânicas. Como o Príncipe Harry não joga pela seleção nacional - está mal! - hoje partilho convosco Ruben Loftus Cheek. 


Resultado de imagem para ruben loftus-cheek

E quem é o Ruben, perguntam vocês. Ora, perguntam muito bem, mas eu não faço put@ de ideia! Joga pela selação inglesa, está a participar no Campeonato do Mundo, e é giro e, nesta rubrica, é tudo o que interessa.

Resultado de imagem para ruben loftus-cheek shirtless


Imagem relacionada

E, ao que parece, também sabe grelhar umas cenas. Sabe Deus o quanto isso é importante, principalmente durante o verão.

Não percam o próximo episódio - e a próxima febra deste Mundial -, porque eu também não!

Outros episódios desta rubrica: Cristiano Ronaldo
Reading Time:

terça-feira, 26 de junho de 2018

DESAFIO 1+3 | Qualidades
junho 26, 2018 2 Comments
Em toda a minha vida, tive apenas um ídolo. Apenas um modelo-guia. Apenas um exemplo que eu desejava realmente alcançar. Em toda a minha vida, tive apenas uma pessoa que eu realmente ambicionava ser: a minha mãe.

Curiosamente, ela é a pessoa que menos me impõe e que sempre me permitiu descobrir o mundo por mim, enquanto me acompanha, lado a lado, em todo o meu percurso.

Ela não impõe, mas mostra todas as possibilidades. Ela não obriga, mas ensina a viver. Ela não limita, mas abre todos os horizontes. Ela nunca me bateu, mas sempre teve o meu respeito. Ela não desiste de mim, mas faz-me ver quando eu erro. Ela não impõe regras ridículas, mas não tolera a maldade. Ela está sempre lá, independentemente do que eu faça e das decisões que eu tome. Ela não está sempre feliz, mas tem sempre um sorriso para todos. E a gargalhada... O som da gargalhada dela é a melhor coisa do mundo!

Ela não é perfeita, mas são as suas imperfeições - que só ela vê - que a tornam no melhor ser humano que alguma vez conheci. 

Ela ensinou-me que eu posso ser tudo e, por isso, tudo o que eu quero ser é ela.

Close-up of white orchids with purple spots on a white surface
Reading Time:

segunda-feira, 25 de junho de 2018

domingo, 24 de junho de 2018

Desafio 1+3
junho 24, 2018 3 Comments
O Desafio 1+3, criado pela nossa Carolina, chegou na altura ideal. Quando o tempo é escasso, os compromissos profissionais demasiados, e o ritmo do quotidiano consome toda e qualquer criatividade, o Desafio 1+3 vem contrariar essa tendência.

Sem regras, imposições ou limitações, o Desafio 1+3 adapta-se ao nosso quotidiano e permite-nos fazer algo que qualquer blogger ama: escrever. Escrever sobre si. Escrever sobre os outros. Escrever sobre tudo. Escrever sobre nada. Escrever. Apenas isso. 

O Desafio 1+3 já conta com três temas: "Uma Peça de Roupa", "Qualidades" e "Uma Regra". No entanto, a flexibilidade deste desafio permite-me escrever sobre qualquer um dos temas e eu vou aproveitá-la.

Obrigado, Carolina!

https://www.thirteen.pt/p/desafio-13.html
Reading Time:

sábado, 23 de junho de 2018

BEST. SWEAT. EVER.
junho 23, 2018 4 Comments
Na Primark, nunca encontro o que procuro. Tão certo como me chamar Ana Filipa. Por favor, nunca me chamem Ana Filipa. É o que a minha mãe me chama sempre que eu faço asneiras e desperta automaticamente em mim um ligeiro sentimento de terror. Estou desconfiada que é uma lei universal que assombra o meu Karma... 

Vejo imensas coisas giras no site. Faço listas intermináveis. E, quando finalmente consigo visitar a loja, puf! Foi-se tudo! "Já não temos.", "Ainda não chegou." e "Vendi o último mesmo agora." são as expressões que mais ouço sempre que visito uma loja Primark.

Um tanto ao quanto frustrante e um grande abalo para a minha força de vontade, mas há que treinar a resiliência e, como tal, parto sempre em busca de alguma outra coisa fofinha e barata que, bem vistas as coisas, não preciso.

Eu procuro. O meu namorado espera e desespera. E quando ele começa a lançar raios laser com o olhar, é sinal que o meu tempo terminou e que temos que ir ao sector dos restaurantes para restaurar os níveis de ânimo de sua excelência. 

Mas, ainda assim, por vezes consigo sair de lá com algo tão fantástico e que supera largamente as minhas expetativas

A última vez encontrei a sweat mais linda do mundo - e nem estava à procura dela!. Uma sweat em azul marinho com o emblema de Hogwarts em branco. Um sonho de tão perfeita. Estava na seção de homem mas assim que a experimentei soube que a ia levar comigo, nem que para isso tivesse que arrancar os olhos a alguém com uma colher de chá. 

Felizmente o preço era bastante convidativo e não foi necessário arrancar os olhos a ninguém até porque, a bem da sinceridade, onde é que eu iria arranjar uma colher de chá em plena Primark?

Voltando ao que interessa, esta sweat tornou-se um dos amores da minha vida e já perdi a conta ao número de vezes que a vesti. Espero que a nossa relação continue muito feliz e que dure longos e bons anos.




Ver a imagem de origem
Reading Time:

sexta-feira, 22 de junho de 2018

O QUE É MUNDIAL É BOM #1
junho 22, 2018 3 Comments
Imagem relacionada

Ah, o Mundial... Aquele belo acontecimento que, de quatro em quatro anos nos brinda com os melhores de todo o mundo. A ideia é, obviamente, reunir os melhores jogadores de futebol de cada país mas, felizmente para mim, em muitos casos os melhores jogadores de futebol são tão bem extremamente bons em outras áreas...

Hoje - já um pouco fora do que tinha planeado - inauguro a nova rubrica aqui do sítio, O QUE É MUNDIAL É BOM. E, claro está, com a primeira publicação tinha que vir o primeiro do Mundo e amorzinho do meu coração. Ele ainda não sabe, mas vivemos uma relação muito feliz.

Resultado de imagem para CRISTIANO RONALDO

Eu sei que não é uma escolha consensual - é o fardo de ser o melhor do Mundo. Mas, ou sossegam a passarinha, ou eu vejo-me obrigada a pôr a língua de fora e os dedos na cara, enquanto digo "o blogue é meu! o blogue é meu!".

A verdade é que o nosso Cristianinho tem um lugar no meu coração desde que ingressou no Sporting. "No Sporting?! Mas ele aí era feio!" Pois, mas a verdade é que a beleza está nos olhos de quem a vê e eu sempre tive um talento inato para detetar diamantes em bruto.

Não sei se foi o facto de ser um jogador novinho, pouco mais velho que eu. Se foi o facto de ter deixado a família para vir lutar pelo seu sonho no continente. Ou se foi apenas o facto de jogar no meu clube. Não faço ideia, gosto dele e pronto!

Imagem relacionada

E os abdominais, minha gente? Meu Deus! Eu virava lavandeira e passava o dia a lavar roupinha naquela obra de arte. Tudo pelo bem do ambiente e poupança energética, claro. 

E seria pecado não mencionar as maravilhosas campanhas de roupa interior... Mas sobre esse assunto farei uma publicação especial caso o nosso Cris marque mais três golos durante este campeonato. Podem anotar e voltar para cobrar a promessa!

Não percam o próximo episódio porque eu de certeza que não vou perder!
Reading Time:

quarta-feira, 20 de junho de 2018

A TODOS OS PORTUGUESES INSATISFEITOS, O MEU MAIS SINCERO QUE SE FODA.
junho 20, 2018 4 Comments
Resultado de imagem para portugal

Somos, ao que parece, um povo eternamente insatisfeito e determinado em ter algo para reclamar. De preferência algo que cause um bom rebuliço no café, enquanto se ajeita o fio com a cruz de ouro no peito peludo e se coça o testículo esquerdo.

Se tudo correr bem, o rebuliço, inicialmente amigável, desenvolve para uma grande peixeirada com direito a gritos sinceros, perdigotos na cara do adversário e, assim a cereja no topo do bolo, um bom par de murros. Mas daqueles murros bem dados, que deixam a cara no adversário como as estradas nacionais deste país. Sim, porque Tuga que é Tuga, não faz por menos.

A bem da verdade, nós vivemos para isto e, em épocas de competições futebolísticas internacionais, os ânimos aumentam consideravelmente. 

Em pleno Mundial de 2018, começamos por reclamar dos convocados. Eu percebo perfeitamente. Tuga que é Tuga tem dentro de si uma capacidade divida para a técnica futebolística que desceu dos pícaros do paraíso e cresce exponencialmente a cada jogo visto. Eu compreendo, e partilho da vossa dor. O José Augusto, filho da Maria Cristina ali do fundo da rua, tem uma chuteiras da Nike  que comprou ao Zé da Cueca no mercado de Nossa Senhora da Assunção - originais e tudo! - e nem sequer foi considerado na convocatória. Inadmissível!

Mas pronto, o mal está feito. É sofrer e aguentar. Outra característica muita portuguesa. Qualquer português que se preze diz, com o peito cheio e orgulhoso, que fomos feitos para sofrer. Somos, portanto, o sonho de qualquer povo. 

No primeiro jogo, enquanto uns previam a derrota certa, outros já esfregavam as nádegas na cara dos seus amigos espanhóis. Empatámos. Mas pronto, o Ronaldo marcou três e jogámos bem... Tolerável. 

No segundo jogo, a vergonha das vergonhas! O Ronaldo marcou apenas um golo! Um golo, puto?! Achas que és o quê?! Um excelente jogador?! Nem pensar, meu menino, tu tens de ser um Deus e carregar às costas onze milhões! Não gostas? Temos peninha, treina mais pernas para aguentares a bomboca. E nem quero saber se esse golo nos deu a vitória e, consecutivamente, três pontos que nos aproximaram mais dos oitavos de final. Nada disso, isso não conta para nada! Jogámos mal e, Tuga que é Tuga não precisa de favores de cabrão nenhum.

Pois bem, eu, que pelos vistos sou uma raça rafeira de portuguesa, tenho cá na minha ideia que o que conta são os pontos. Segundo a minha escassa cultura futebolística, o futebol é um jogo cujas competições se ganham através de acumulação de pontos. E existem duas formas de ganhar os ditos cujos: através de um empate ou através de uma vitória. E, sim, até se podem encher os bolsos a alguém com uma ética dúbia mas, ainda assim, o que conta será o resultado.

Eu admito, mais uma vez, a minha escassa cultura futebolística, mas existe alguma regra que dê pontos por "jogar bem"? Aliás, o que é efetivamente "jogar bem"? Normalmente, num jogo, quem ganha é porque jogou melhor. Mas nunca no futebol. Não, no futebol "jogar bem" implica toda uma série de piruetas, passes malucos e jogo de ancas capaz de cortar a respiração ao espetador. Se é bonito, é sim senhor. Mas não é esse objetivo. O objetivo é simples: chegar ao fim do jogo com um número de golos superior ao do adversário. Não interessa se o Moutinho passou para o Pepe com a ponta da gaita, ou se o Ronaldo bateu três vezes com os calcanhares, abanou o rabo, esticou o mindinho e fez um plié. Seria interessante, é certo. Mas não nos daria uma vitória. E não é esse o objetivo. Querem movimentos bonitos que contam efetivamente para o resultado? Deixem o futebol e vejam patinagem artística ou ginástica acrobática e não critiquem os que andaram a suar que nem chinchilas e a moer as perninhas para realizar o sonho de onze milhões.

Eu, pessoalmente, prefiro fazer parte de um país que "joga mal" e ganha, do que um país que "joga bem" e perde. 

Já vi excelentes exibições da seleção portuguesa, muito obrigado, agora quero mesmo é títulos e taças. Esta coisa de ser Campeã Europeia - com maiúsculas é muito mais giro - subiu-me à cabeça e, agora que lhe tomei o gosto, ser Campeã do Mundo parece-me bastante agradável.

Aos nossos jogadores - que certamente são leitores assíduos aqui do blogue - façam-me um favor e continuam a "jogar mal", sim? Eu gosto de ir somando pontos de três em três.


Reading Time:

sábado, 9 de junho de 2018

Justiça, onde estás?
junho 09, 2018 4 Comments


Será que existe justiça no nosso país?

Cada vez tenho mais dúvidas...
Reading Time:

terça-feira, 5 de junho de 2018

FRANKIE [Lisboa, Portugal]
junho 05, 2018 3 Comments
As idas à capital incluem frequentemente - mais frequentemente do que eu gostaria de admitir - visitas ao Frankie.

O Frankie é o espaço de eleição da minha melhor amiga - agora, também, futura mamã - e a simpatia e rapidez do serviço, bem como a qualidade dos produtos, acaba por nos conquistar em todas as visitas

Como a nossa última visita tinha sido ao Frankie Saldanha, decidimos regressar às origens e voltar ao Frankie do Campo Grande. 

Para mim, um Caesar, batatas com molho de cheddar e bacon - são só assim a melhor coisa da vida -, uma limonada de morango e uma limonada de maracujá. Sim, duas limonadas. Porque são tão boas que nunca consigo escolher.

Mais uma vez, não consegui ter espaço para as sobremesas - divinais, por sinal. Juro aqui, com a mão no peito, na bíblia e em toda e qualquer coisa sagrada que exista que, na próxima visita vou começar pelas sobremesas!

Obrigado, equipa Frankie, por, ao fim de tantas visitas, manterem a qualidade, tanto no serviço como no menu. 


Frankie Hot Dogs Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato



Reading Time:

segunda-feira, 4 de junho de 2018

SOBRE AS SEGUNDAS-FEIRAS
junho 04, 2018 5 Comments
Durante algum tempo - demasiado tempo, na minha opinião - odiei as segundas-feiras. Mas, sejamos honestos, quando somos adolescentes odiamos muita coisa e temos muitas certezas.

Hoje, no auge da sabedoria concedida pelos meus gloriosos vinte e seis anos, gosto das segundas-feiras. Atenção: eu disse que gosto, não que morro de amores. 

A verdade é que com o passar do tempo tenho apostado cada vez mais na minha evolução, principalmente a nível pessoal. E isso significa mudar a minha postura e a forma como encaro certos assuntos e situações.

Tal como certamente acontece com todos vocês, quando mais "crescidos" vamos ficando, maior é a quantidade de responsabilidades e tarefas que temos a nosso cargo. A energia, que antes parecia inesgotável, agora tem que ser inteligentemente aplicada.

Com vista a melhorar a minha vida - e manter a minha sanidade -, estou a evitar preocupar-me com assuntos que não dependem de mim e das minhas atitudes. Para quê odiar as segundas-feiras se, ao início de cada semana elas vão estar sempre ali? É quase tão ridículo como odiares o teu irmão. Se vais ter que levar com eles - seja o teu irmão ou sejam as segundas-feiras - mas vale que se tornem algo positivo na tua vida.

A sua existência - das segundas-feiras, não dos irmãos -  não é algo que esteja sob o meu controlo, no entanto tenho duas escolhas: posso passar todas as segundas-feiras de trombas, a pensar no fim de semana que ainda tarda em chegar, ou posso abraçar cada segunda-feira como uma nova oportunidade de ser feliz e de caminhar, um pouco mais, em direção aos meus objetivos. 

Eu escolho a segunda opção. Não é algo fácil, ou natural, afinal, todos temos dias menos bons e seria uma idiotice tentar esconde-los. Mas é algo que tento fazer. Todos os dias.

E vocês, como encaram as segundas-feiras?



Reading Time:

@way2themes