Avançar para o conteúdo principal

DE SEGUNDA A SEGUNDA

O meu ritmo de vida é, por norma, um tanta ao quanto alucinante. Ou assim achava eu. As últimas semanas atingiram todo um novo nível de loucura e eu, confesso, começo a ressentir-me, física e psicologicamente. 

O meu trabalho está numa fase extremamente exigente e a instituição que dirijo está em processo de expansão, o que implica um aumento significativo nas horas de trabalho.

O curso de gestão aplicada às IPSS torna-se mais exigente a cada semana que passa e faz-me tremer só de pensar no trabalho final. 

O curso de fotografia continua parado - depois falo um pouco mais sobre isso - e o facto de só ter mais sete meses para concluir todos os módulo deixa-me completamente aterrorizada. 

E, para além de todas as tarefas e compromissos habituais, inscrevi-me em quatro formações pós-laborais. Ou seja, os dias que começam às cinco da manhã, só vão terminar por volta da meia-noite.

E, mesmo em frente ao meu computador, quase que vos consigo ouvir a pensar "Se já tinhas tanta coisa, porque te foste inscrever em mais!?" E eu só tenho uma resposta para vos dar: têm toda a razão!

A verdade é que não consigo resistir a uma oportunidade de investir mais em mim e na minha formação. E, para além do conteúdo das formações ser extremamente interessante e transversal às minhas variadas obrigações, o facto de ser completamente gratuito tornou a oportunidade ainda especial visto que é cada vez mais difícil encontrar formação de qualidade e gratuita, pelo menos na minha cidade. 

Por agora resta-me agilizar ainda mais a minha agenda e os meus compromissos, e continuar a trabalhar de segunda a segunda. Vamos ver até quando é que aguento este ritmo...

Comentários

  1. Espero que consigas gerir tudo isso, e que corra tudo bem!
    A maior das sortes, vais ver que consegues*

    ResponderEliminar
  2. É sempre importante investirmos em nós e na nossa formação. Força!

    ResponderEliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Mais de 1500.

Imagem de Deathtostock
Mais de 1500 publicações, 1507 se quisermos levar a precisão ao extremo. Mais de 1500 opiniões, parvoíces, textos, frases, imagens e idiotices.
Não posso dizer que estou surpreendida pelo número de publicações visto que, quando criei este blogue fi-lo com o objetivo de criar algo duradouro, algo que me acompanhasse, crescesse e evoluísse comigo. O que me surpreende são vocês. Vocês, que começaram a ler e gostaram. Vocês, que despendem de um pouco do vosso dia para apoiar, criticar ou dar a vossa opinião. Vocês, que continuam a voltar dia após dia mesmo quando as actualizações são raras. A todos vocês muito obrigado.

Relacionamentos: É Amor ou Comodismo?

"O amor é a base de qualquer relacionamento."
Existem algumas certezas que sempre me acompanharam durante o meu crescimento. 
Uma delas, talvez uma daquelas em que acreditava com mais tenacidade, era que todos os relacionamentos se baseavam em amor.
Depois cresci, não muito confesso. Continuo a manter uma certa ingenuidade e a guardar com carinho muitos dos meus sonhos de menina mas, inevitavelmente, a vida acontece, e o mundo que inicialmente era a preto e branco, começa a ganhar diversos tons de cinza.
E, com muita tristeza minha, apercebi-me que a grande parte dos relacionamentos não tem por base o amor mas sim o comodismo. Quando ficamos por hábito, por não querer admitir que não resultou, por medo do desconhecido ou, simplesmente, porque não temos coragem de abrir o nosso coração ao desconhecido e tentar outra vez.
Existem avisos, sempre, mesmo quando queremos negar ou preferimos não encarar a dura verdade. Quando os gestos de carinho são inexistentes. Quando qualquer moment…

Pensa Rápido #1

Se pudesses viajar para qualquer lugar do mundo, que lugar escolherias?
A minha resposta está na imagem!