Sobre o dia de ontem...

Ontem foi um dia exaustivo que acabou por ser tornar um dos melhores dias do ano. Como tinha exame às 14h fui para a faculdade logo às 9h para fazer mais alguns exercícios e rever conceitos. Mal pensado, muito mal pensado. Por ser o último exame, o único que me separava da condição de licenciada, a pressão era mais que muita e, quanto mais pensava nisso, mais via a minha vida a andar para trás.

Quando chegou finalmente a hora do exame e o professor me colocou o enunciado à frente ia morrendo! O homem deve ter ido buscar aquele enunciado ao recanto mais sombrio do Inferno porque eu tinha os enunciados das avaliações - frequências, exames época normal, exames de recurso e exames de época especial - em minha posse e nunca tinha visto algo assim!

Depois de respirar fundo e rezar a todos os santos e mais alguns lá deitei mãos à obra e, quase três horas depois, entreguei o exame. Tive ainda a surpresa de ter uma pequena avaliação oral à minha espera. Fabuloso! O meu dia não podia ficar melhor... Quatro horas depois de entrar naquela sala maldita e depois dos 15 minutos que o professor demorou a corrigir tudo e somar cotações - 15 minutos que pareceram 150 nos quais eu torci dedos e mãos qual tortura medieval - chegou o resultado.


Estou oficialmente licenciada!

Não foi uma nota brilhante como o 16 anterior, longe disso, foi um mísero 10. Mas foi um 10 que me permitiu concluir a etapa da Licenciatura e iniciar o Mestrado sem assuntos pendentes e com uma sensação de conclusão e, simultaneamente, de recomeço, e isso não tem preço.

Comentários

Publicar um comentário